Uma das divisões mais importantes da Samsung, a de telas OLED, deve sofrer uma queda nas receitas deste ano. As expectativas da companhia coreana de um crescimento acelerado no setor acabaram não se cumprindo, o que resultou até mesmo no cancelamento dos planos de construção para uma nova fábrica.

Um dos responsáveis pode ser o iPhone X, de acordo com uma análise da Bloomberg. As vendas do novo smartphone da Apple ficaram abaixo do esperado, o que fez a empresa cortar pela metade o número de telas OLED que seriam compradas da Samsung.

Outro fator que deve influenciar essa queda é a baixa procura das fabricantes chinesas, que estão preferindo continuar a produzir smartphones com telas LCD em uma tentativa de manter os custos baixos e conseguir lançar produtos com preços competitivos nos mercados de países em desenvolvimento.

Um dos responsáveis pode ser o iPhone X. As vendas do novo smartphone da Apple ficaram abaixo do esperado.

Como aponta o analista Simon Chan, em entrevista à Bloomberg, telas LCD são boas o suficiente para a maioria dos consumidores. Por isso, essa mudança para o OLED só deve acontecer quando os preços caírem e a diferença no valor das duas tecnologias compensar a melhor qualidade.

Há ainda a possibilidade de que o próximo iPhone com tela OLED não tenha o componente da Samsung, já que há rumores de que a LG também está na briga para virar fornecedora da Apple. A competição nessa área também deve aumentar com a chegada de mais empresas chinesas.

Até lá a Samsung deve ir se preparando para a chegada do MicroLED, que já é utilizado em televisores da companhia, como a The Wall, e devem começar a chegar aos celulares e relógios inteligentes nos próximos anos.