Apesar de ter vendido quase 200 milhões de smartphones em 2017, a BBK Electronics é raramente lembrada pelos consumidores ou mesmo por nós, a mídia especializada em tecnologia. A empresa, contudo, não faz questão de ser conhecida mesmo sendo a terceira maior fabricante de smartphones do mundo.

A BBK chegou bem perto da Apple durante o ano de 2017, tendo distribuído apenas 16,5 milhões de smartphones a menos que a Maçã

A BBK é dona de uma série de marcas chinesas. Entre o seu catálogo, podemos contar como principais a Oppo e a Vivo, duas companhias de imenso sucesso na Ásia e em outras partes do mundo. Temos ainda a OnePlus e a imoo, que também estão entre as marcas da empresa no segmento mobile. Somando as vendas de todas elas, a BBK chegou bem perto da Apple durante o ano de 2017, tendo distribuído apenas 16,5 milhões de smartphones a menos que a Maçã.

Com todo esse volume de vendas, a BBK não apenas é a terceira maior fabricante do mundo, mas também a maior da China, desbancando nomes muito mais conhecidos como Huawei e Xiaomi.

Remessas de smartphones 2017Remessas de smartphones para o mercado global em 2017

Mas as marcas da BBK são normalmente contadas separadamente pelas consultorias de mercado porque cada uma delas opera efetivamente como empresas independentes. Assim, cada uma tem seu próprio cronograma de lançamentos, nichos de mercado e preocupações com questões diferentes. A OnePlus, por exemplo, tem um aspecto global bem ocidentalizado, enquanto as demais são “bem chinesas” no seu modo de operar — muitos modelos lançados, SO pesadamente modificado e recursos mais exóticos e avançados.

MWC 2018?

Acontece que nenhuma das marcas da BBK marcou uma grande presença na MWC 2018, que está acontecendo em Barcelona neste momento. Somente a Vivo apareceu por lá e foi apenas para mostrar um smartphone conceito — muito interessante, a propósito. A Oppo simplesmente não tinha nada de novo para mostrar e, por isso, não esteve na feira.

vivo apexVivo Apex tem tela ocupando quase toda a face frontal (sem entalhe), câmera frontal retrátil e leitor de digitais embutido diretamente no display.

Com isso em mente, podemos dizer que nem a segunda nem a terceira maior fabricante de smartrphones do mundo estiveram na feira, a maior dedicada a tecnologia móvel do mundo. Huawei e Xiaomi, as quarta e quinta colocadas de acordo com os dados do IDC, também não apresentaram nada de muito novo. A LG, por sua vez, se limitou a apresentar uma nova versão do seu atual top de linha.

Analisando a situação por esse lado, é fácil entender porque a Samsung consegue tanto destaque na MWC. A empresa é praticamente a única “gigante” a apresentar seus top de linha na feira, sendo desafiada apenas por empresas consideradas hoje pequenas no segmento, como a Sony e Asus.

Será que a MWC está se tornando cada vez mais o palco exclusivo da Samsung? Deixe sua opinião na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: