Um discurso particular do ex-presidente norte-americano Barack Obama acabou vazando por meio de um arquivo de áudio mesmo com o evento fechado para imprensa e com a proibição da revelação do conteúdo apresentado nele. Segundo Obama, a Google e o Facebook são uma espécie de “duopólio” (um monopólio de duas empresas) que possui potencial bom e ruim para as pessoas e o mundo.

Penso que as grandes plataformas têm que conversar sobre o modelo de negócios que reconhece que são um bem público e uma empresa comercial

Na realidade, não houve muito motivo para tanto segredo em torno do discurso do ex-presidente. Obama descreveu as plataformas de redes sociais como uma "força potencialmente poderosa para o bem”. Ele continuou: ‘O que também é verdade é que nossas plataformas de redes sociais são apenas uma ferramenta. O ISIS pode usar essa ferramenta. Os neonazistas podem usar essa ferramenta”.

Obama prosseguiu: “Penso que as grandes plataformas – a Google e o Facebook são os mais óbvios, o Twitter e outros também são parte desse ecossistema – têm que conversar sobre o modelo de negócios que reconhece que são um bem público e uma empresa comercial. Eles não são apenas uma plataforma invisível, eles estão moldando nossa cultura de maneiras poderosas”.

Influência das plataformas

O ex-presidente também opinou sobre os bots russos que teriam influenciado na mais recente eleição presidencial norte-americana e as famigeradas “fake news”: “Essencialmente, agora temos realidades inteiramente diferentes que estão sendo criadas não apenas com opiniões diferentes, mas agora com fatos diferentes”.

Isso não é quem somos e não é a sociedade na qual eu quero viver

Ele concluiu: “E isso não é apenas a propósito dos bots inspirados na Rússia e das ‘fake news’. Trata-se do editorial da Fox News contra o do The New York Times. Se você olhar para essas diferentes fontes de informação, elas não descrevem o mesmo. Em alguns casos, nem sequer falam sobre o mesmo. E, por isso, é muito difícil descobrir como a democracia funciona a longo prazo nessas circunstâncias”.

Ainda assim, quando questionado sobre o controle e a regulação das redes sociais, Obama se mostrou completamente contra: “Isso não é quem somos e não é a sociedade na qual eu quero viver”.

Cupons de desconto TecMundo: