Depois de alguns boatos surgirem no meio digital, a AMD acabou revelando o lançamento de dois novos processadores embutidos para parceiros de manufatura. No último dia 21, a fabricante de chips apresentou os produtos: o EPYC Embedded 3000 e o Ryzen Embedded V1000. Como de praxe, os modelos anunciados continuam sendo desenvolvidos na microarquitetura Zen.

O anúncio é bem impactante no mercado de sistemas embarcados. Com a novidade, a AMD mostra que um dos principais objetivos é focar nos mercados de redes, armazenamento e dispositivos de computação de ponta. A empresa ainda relata que o Ryzen Embedded V1000 unificará CPUs Zen e GPUs Zen para atingir "sistemas industriais, games digitais, imagens hospitalares e clientes 'finos'".

Confira o vídeo do anúncio abaixo

É importante ressaltar que, ao realizar o anúncio, a AMD deixa claro que a competição com a Intel está mais acirrada do que nunca nesse mercado. O novo chip Ryzen, por exemplo, chega para elevar o poder de processamento gráfico a um novo patamar — no mercado de chips embutidos —  por apresentar algumas vantagens técnicas sobre a tecnologia Intel HD Graphics, como a não dependência de "GPUs discretas" (chips independentes de processamento gráfico) comentada acima. Além disso, muitos testes de benchmark já apontam que a AMD está saindo na frente com os novos produtos.

Outro aspecto importante do anúncio é a preocupação da AMD com segurança. A companhia diz que os novos processadores "protegerão dados em um nível de hardware". Dois recursos interessantes nessa área de segurança são boot com validação via hardware e criptografia tanto da memória física quanto da memória de máquina virtual.

A AMD possui muitos parceiros de manufatura que com certeza se beneficiarão bastante com os novos chips. Se você é fã de hardware, provavelmente deve conhecer nomes como ASUS, ASRock e Seagate.