Pois é, para a alegria dos fãs de esportes, os Jogos Olímpicos de Inverno estão se aproximando. Neste ano, o evento será realizado na Coreia do Sul e terá início ainda no começo de fevereiro — e, como não podia ser diferente, é claro que a segurança é uma das principais preocupações das autoridades envolvidas.

Como já era de se esperar, as autoridades sul-coreanas estão adotando medidas especiais para garantir tanto a segurança dos atletas quanto a das pessoas que forem conferir o evento. Para que tudo ocorra nos conformes, o país vai contar com espécies de robôs capazes de apreender drones e um avião com recursos de reconhecimento facial, todos prontos para entrar em ação se necessário. Caso os radares das equipes de segurança detectem alguma aeronave sobrevoando o território do evento sem autorização, os robôs serão acionados para lançar redes nos veículos não autorizados.  

1

Outra novidade utilizada pelas equipes são as unidades de combate da CCTV, especializadas em reconhecimento facial. Trata-se de aviões que possuem mecanismos para reconhecer rostos com precisão, em alturas de 150 a 200 metros. Caso haja alguma atividade estranha acontecendo, a segurança será acionada rapidamente para cuidar do problema. Contudo, vale lembrar que os sistemas de reconhecimento facial estão bem longe da perfeição, o que pode causar alguns inconvenientes para pessoas inocentes. 

Em relação ao que estará acontecendo em terra, haverá por volta de 900 câmeras inteligentes também da CCTV espalhadas por toda a área de segurança das Olimpíadas. Essas câmeras vão trabalhar com mecanismos que detectam objetos em movimento, de modo que seja possível reconhecer qualquer atividade suspeita perto do local do evento ou do alojamento dos atletas.  

2

Para que os pontos cegos também sejam capturados pelas câmeras, elas estarão equipadas com lentes grande-angulares, que também possuem visão noturna. Aliás, os veículos não vão escapar das medidas de segurança, uma vez que todos os automóveis passarão por buscas com raio X, a fim de detectar qualquer pessoa ou arma que esteja oculta. É mole?

À primeira vista, isso tudo pode parecer um pouco exagerado, mas essas precauções são em função da ameaça do terrorismo, já que é comum que os criminosos aproveitem para realizar ataques em eventos com grandes concentrações de pessoas. Assim, as equipes antiterrorismo e de segurança acreditam que pode haver terroristas utilizando drones para soltar bombas  ou, pior ainda, para deixá-las instaladas em locais estratégicos.

Cupons de desconto TecMundo: