O bitcoin experimentou, novamente, uma queda vertiginosa que levou o preço da criptomoeda mais famosa do mundo para baixo dos US$ 8 mil na manhã desta sexta-feira. De acordo com o site Coinbase, a moeda vale neste momento US$ 7,6 mil, uma queda acentuada de US$ 1,6 mil em relação ao que valia ontem (-17,7%).

A queda acumulada em relação à semana passada é de -28,8%, enquanto a variação negativa acumulada desde o dia 2 de janeiro chega a -48,6%. Como efeito, todo o mercado de criptomoedas também se desvalorizou nas últimas semanas, com as cotações de Ethereum e Ripple, segunda e terceira moedas virtuais mais valiosas do mundo, caindo 29,5% e 36,5%, respectivamente, nas últimas 24 horas (dados do CoinMarketCap).

CriptomoedasTodo o mercado de criptomoedas sofreu uma queda significativa nas últimas 24 horas.

Causas?

O mês de janeiro costuma ser um período de baixa para as criptomoedas, o que deixa muitos investidores tranquilos e até animados para continuar investindo no setor. Contudo, movimentações em prol da regulamentação das moedas virtuais nos Estados Unidos ou mesmo a recente proibição desse tipo de negócio na Coreia do Sul acabaram por atingir o mercado.

O mercado de criptomoedas é dinâmico e instável, portanto, tanto a queda quanto a ascensão dos preços podem acontecer de forma repentina. Será que a tendência agora é cair e não se recuperar mais ou o preço mais baixo pode justamente atrair novos investidores? Só o tempo dirá.