Ok, essa coisa de lista mezzo corporativa, mezzo autoajuda já está se tornando um hábito no The BRIEF. Mas, essa lista com atitudes que você precisa deixar para trás realmente vale a pena compartilhar. Especialmente se você começou o ano querendo uma nova postura no trabalho.

O texto original foi escrito pela empreendedora e escritora Annabel Acton, que também é a fundadora do site Never Liked It Anyway- vale a pena dar uma olhada. Fique por dentro das dicas do que não fazer em 2018!

1 - Pedir desculpa

A não ser que você tenha sabotado algo, não há motivo para se desculpar quando as coisas não saem como deveriam no trabalho. Mais do que mandar aquele “foi mal”, aprenda a lição e mude suas ações. Manter uma postura forte e confiante pode te ajudar muito mais do só oferecer uma desculpa.

2 - Dizer sim para tudo

Focar no que importa pode ser uma parte decisiva no seu sucesso. Aceitar qualquer tarefa, sem nem considerar o que você já precisa executar, pode desgastar sua vida pessoal e abalar o moral no ambiente no trabalho.

3 - Atrasos

Talvez esse seja o pior hábito dessa lista. Transformar os atrasos em um padrão é sinal de que você não respeita o seu tempo – e nem o dos colegas. Aprenda a gerenciar os seus prazos e lembre-se de não aceitar mais tarefas de que é possível.

4 - Competitividade

É importante saber onde seus rivais estão e como chegar lá. No entanto, se você se focar apenas na competição, você pode se limitar e perder as grandes oportunidades. No lugar de se definir pelos competidores, imagine-se competindo em uma categoria totalmente diferente e tome inspiração disso.

5 - Estar “sempre disponível”

Uma das preocupações figurões como Bill Gates e do saudoso Steve Jobs (os criadores de “só” Microsoft e Apple) é que seus filhos tenham contato com a tecnologia de forma saudável. Trocando em miúdos, não se torne um escravo do seu device – isso afeta como você pensa, trabalha e interage. Uma boa ideia é combinar pausas para que você possa responder suas demandas com mais criatividade e não de forma automática.

6 - Play safe

Não importa com o que você está trabalhando, encontre uma forma de achar um diferencial. E tudo bem se não for algo gigantesco. Tente reformular as ideias até que elas sejam animadoras e até um pouco assustadoras. Faça pequenas apostas, nunca se sabe o que pode surgir daquela sua ideia estranha.

7 - Trabalhar sozinho

Mesmo que você seja um empreendedor individual, encontre formas de colaborar com outros no seu trabalho. Mesmo que seja só para formar uma “rede de parças” com que você pode contar se der tudo errado. Seu argumento fica sempre mais afiado com uma segunda ou até terceira opinião.

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui

7 hábitos corporativos que você precisa abandonar para ontem via The Brief