O bilionário investidor húngaro George Soros discursou no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, e destilou todo o seu veneno contra as gigantes Google e Facebook. O empresário acredita que ambas as empresas devem ser consideradas "uma ameaça".

De acordo com Soros, elas "deliberadamente constroem vícios nos serviços que providenciam" e que isso "pode ser muito danoso, especialmente para adolescentes". Ao contrário de companhias de petróleo e mineração, que exploram o ambiente físico, essas empresas "exploram o ambiente social" e, por isso, seriam ainda mais perigosas.

"O fato de que eles são distribuidores de um quase monopólio faz deles utilidades públicas e deveria sujeitá-los a regulações mais restritas, com foco em preservar competitividade, inovação e acesso universal aberto e justo", explica.

Onde isso vai dar?

O investidor seguiu com as críticas chamando Google e Facebook de "obstáculos para a inovação", dizendo que eles causaram uma variedade de problemas que "só estamos nos dando conta agora". Porém, é apenas uma questão de tempo para que esse domínio seja quebrado.

Soros acredita que a rede social vai ficar 'sem novas pessoas para converter' em menos de três anos e também criticou a vigilância e a falta de privacidade que as duas marcas.

"Isso pode muito bem resultar em um controle totalitário da rede, em uma situação que nem Aldous Huxley ou George Orwell poderiam imaginar", completa, citando os autores de "Admirável Mundo Novo" e "1984". Por enquanto, representantes das duas empresas citadas ainda não comentaram o discurso de Soros.

Bitcoins

O bilionário ainda falou um pouco sobre criptomoedas e a tecnologia de blockchain. A respeito de bitcoins, ele tem uma opinião cautelosa. "Enquanto você tiver ditaduras surgindo, você terá um final diferente, porque os líderes nesses países vão transformar a bitcoin para construir um ninho no exterior", afirma.

Porém, ele acredita que a tecnologia descentralizada e compartilhada da blockchain tem futuro e pode ser usada para o bem. "Estamos usando ela agora para ajudar migrantes a se comunicarem com suas famílias e manter o dinheiro deles seguro para viagem".

Cupons de desconto TecMundo: