2017 foi um ano puxado para Apple, Amazon, Facebook e Google em suas relações com o governo dos Estados Unidos. Juntas, quatro das maiores marcas de tecnologia do planeta gastaram cerca de US$ 50 milhões em lobby, de acordo com relatórios de ética oficiais.

As gigantes tecnológicas lutaram contra medidas do presidente Donald Trump, como a nova lei de imigração, a neutralidade da rede e até sofreram investigações do Congresso norte-americano sobre a atuação russa em suas plataformas na última eleição do país. Ou seja, por enquanto, elas estão perdendo.

O cerco político às empresas de tecnologia parece estar longe do fim, como conta Tony Romm, do Recode. De fake news a tráfico sexual, as investigações mostram que Washington D.C. não anda um lugar muito agradável para os CEOs do Vale do Silício. O que justifica tanta grana para defender suas ideias.

O preço do lobby

A empresa de tecnologia que mais gastou com política em 2017 foi o Google. Foram US$ 18 milhões para evitar novas regulações sobre anúncios e conteúdos direcionados em suas plataformas. A empresa também investiu para participar de temas da sua agenda, como o uso de carros autônomos.

Já a Amazon desembolsou US$ 12,8 milhões para ter voz em assuntos como as taxas para o comércio eletrônico, serviços e nuvem e regulamentação de drones para entrega. Business as usual.

O Facebook teve um gasto de US$ 11,5 milhões e a nossa posta é que boa parte desse montante foi para se defender das acusações de propagação de fake news na rede social. Mas, é só um chute.

Queridona de todo mundo, a Apple também botou a mão no bolso e investiu US$ 7 milhões em temas que defende, como a encriptação de seus devices e sua visão das regras sobre imigração. As empresas se recusaram a comentar sobre os investimentos quando perguntas pelo site.

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui

Google, Apple e companhia gastaram US$ 50 milhões com lobby em 2017 via The Brief

Cupons de desconto TecMundo: