Os processos de pesquisa, desenvolvimento e teste da NASA, que completou 60 anos, são rigorosos e bem estruturados, como bem sabemos. Mas nem sempre temos noção de como são realizadas essas etapas internas, até que a própria NASA nos mostre. E ela sempre faz isso, como neste timelapse com o James Webb Telescope  ou JWT, como foi apelidado  sendo colocado em uma imensa câmara de vácuo criogênica.

O telescópio faz parte de um projeto da agência norte-americana e será lançado ao espaço entre março e junho de 2019, durante a primavera dos EUA. Mas, antes que o evento de lançamento aconteça, tudo precisa estar pronto e sem nenhuma margem para problemas  exatamente nenhuma falha , para que ele cumpra o esperado pelos pesquisadores.

O James foi projetado pela NASA com gigantes espelhos hexagonais que observarão as estrelas de partes distantes do Universo, planetas e atmosfera próximas e fora do nosso sistema solar, a fim de descobrir as suas características. Em uma comparação com modelos já lançados, é possível perceber o nível de alcance do novo telescópio. Veja isso melhor na imagem abaixo.

Qualquer dano a esses big espelhos poderia comprometer todo o investimento dedicado ao telescópio, além, é claro, de interferir nas pesquisas que levaram à construção dele. O período de testes durou 9 meses, e a câmara onde o gigante James foi colocado pela NASA tem temperaturas extremamente baixas  -400 °F, que equivale a -200 graus Celsius , a fim de simular o mesmo clima do espaço. Para se ter noção do tamanho, só o telescópio tem 6,5 metros de diâmetro e é equipado com infravermelho.

Dentro da câmara, JWT passou por movimentos que simularam a situação no espaço, mas por limitação de espaço os espelhos não foram abertos como aconteceria no ar. Quando a porta se fechou, todo o ar foi removido, deixando a cabine com o ambiente ideal para que os cientistas pudessem perceber como o grandão se comportará.

Mas não acabou! Até o seu lançamento oficial, o JWT ainda passará por outras testagens. O local onde foi produzido o timelapse é a cidade de Houston, no Texas, mas o equipamento precisará ser transportado para a Califórnia para que outras peças sejam anexadas a ele e outros experimentos possam ser feitos antes do disparo, que ocorrerá na Guiana Francesa.

As imagens revelam o nível de cuidado e esforço que a NASA dá aos seus projetos. Experimentos como esses são importantes para revelar informações sobre o Universo, impossíveis de serem obtidas de outras formas. Por isso há tamanho investimento do governo para que esses projetos sigam adiante.

Gostou da ideia de acompanhar os processos da NASA? Você pode assistir à sala de teste e montagem do JWT ao vivo.