A Kodak está bêbada? A empresa, que vem passando por conturbações nos últimos anos, parece que está buscando algum lucro nas criptomoedas. Além de apresentar uma moeda própria, a KodakCoin, e companhia levou para a CES 2018 uma máquina capaz de minerar de bitcoins. E o mais incrível? Essa máquina é o novo produto da Kodak.

Chamada de KashMiner, ela será vendida por US$ 3,4 mil em contrato de dois anos. Segundo a Kodak, ela gera cerca de US$ 375 em bitcoins por mês (na cotação atual), que dá cerca de US$ 9 mil por 24 meses. No plano "Kodak Bitcoin HashPower Upfront Payment Plan", um usuário consegue minerar US$ 25 por dia.

É bom notar que a Kodak anunciou ontem (8) uma parceria com a Wenn Digital para criar uma criptomoeda focada no mundo da fotografia. O anúncio de um ICO (oferta inicial de criptomoedas) fez com que as ações da empresa tivessem um aumento de 44% - valendo US$ 37,60 cada (cerca de R$ 122). Segundo a Kodak, a ideia é “empoderar fotógrafos e agências”, para que eles possam gerenciar com maior controle os direitos de suas imagens.

kashminerImagem: Corinne Reichert/ZDNet

Sobre a KashMiner, a empresa adicionou que uma equipe de 20 pessoas da Kodak e da Wenn Digital trabalharam no projeto por diversos meses.

Cupons de desconto TecMundo: