A instabilidade do bitcoin se provou mais uma vez após a moeda sofrer desvalorização de cerca de 10% apenas na manhã desta quinta-feira (28). A grande razão para isso foi o anúncio do governo da Coreia do Sul de um plano que pode barrar o avanço das criptomoedas na região.

“O governo alertou inúmeras vezes que moedas virtuais não podem atuar como moedas de fato e poderiam resultar em grandes perdas graças à sua volatilidade excessiva”, informaram as autoridades do país asiático em comunicado.

Segundo notícia publicada pela agência Reuters, a intenção do governo da Coreia do Sul é banir contas anônimas e até criar uma regulamentação própria que pode levar ao fechamento de casas de câmbio que realizam as transações com criptomoedas caso seja necessário. A medida, afirma o comunicado, foi recomendada pelo ministro da Justiça do país.

CriptomoedasCoreia do Sul quer fechar o cerco em torno das criptomoedas.

Essa não é a primeira medida anunciada pelo país asiático para combater uma possível instabilidade excessiva das criptomoedas. Recentemente, o governo anunciou planos de taxar negociações com bitcoins e congêneres a fim de limitar o que é visto como risco devido ao caráter especulativo das moedas virtuais.

Segundo o CoinDesk, o bitcoin desvalorizou 8% ao longo das últimas 24 horas. No momento do fechamento desta notícia, a moeda era cotada em US$ 14.161,79.

Cupons de desconto TecMundo: