Apple anunciou hoje (13) que está investindo US$ 390 milhões na Finisar, uma fabricante norte-americana de lasers. A empresa é uma das fornecedoras da Apple para os sensores do Face ID e está recebendo a cifra para melhorar sua capacidade produtiva local. A companhia pretende abrir uma nova linha de montagem no estado norte-americano do Texas e deve usar o dinheiro vindo de sua parceira para isso.

Os lasers do iPhone X, contudo, não servem apenas para o Face ID, o sistema de identificação biométrica facial da Apple. Eles também são utilizados para garantir o funcionamento dos Animojis e das selfies em modo retrato no novo celular. Por conta disso, podemos imaginar que a companhia não vai desistir tão cedo desses componentes, e a demanda por eles nos próximos anos deve aumentar. O investimento em uma fabricante de lasers só reitera isso.

Desenvolvimento de um novo tipo de laser que poderia integrar o iPhone de 2019

Há ainda rumores sobre a possibilidade de a Apple estar trabalhando no desenvolvimento de um novo tipo de laser que poderia integrar o iPhone de 2019. Esse componente seria montado na traseira do smartphone a fim de medir a profundidade do ambiente para aplicações de realidade aumentada.

A Maçã se comprometeu com o governo dos EUA a investir US$ 1 bilhão para fabricar mais partes de seus smartphones localmente, uma vez que o governo Trump vem pressionando empresas a criarem empregos locais no setor manufatureiro. A Apple, contudo, já tem praticamente toda a sua base de desenvolvimento instalada nos EUA, gerando empregos que pagam muito melhor e trazem mais riqueza. Outra fabricante norte-americana que recebeu investimento da Maçã recentemente foi a Corning, fabricante dos vidros Gorilla Glass. 

Cupons de desconto TecMundo: