O Groupon Brasil anunciou hoje (27) a aquisição do rival Peixe Urbano. Sem revelar o valor da negociação, as companhias que se destacaram na internet brasileira a partir de 2010 como sistemas de compras coletivas terão as suas equipes integradas. Contudo, ao menos por enquanto, a ideia elas atuarão de forma independente uma da outra.

“O objetivo é que, gradualmente, os usuários das duas marcas tenham o mesmo cardápio de ofertas”, afirmou o presidente-executivo do Groupon Brasil, Félix Lulion, em comunicado enviado à imprensa. “É uma soma de fortalezas. Ao fim das contas, quem se beneficia é o usuário, que via ter o melhor dos dois mundos”.

As duas companhias anunciaram ainda o compartilhamento de tecnologia entre ambas. Com isso, um dos principais recursos do app do Peixe Urbano, o sistema "Use Agora", será replicado no Groupon Brasil. "para se ter uma ideia, a modalidade 'Use Agora', na qual o usuário pode comprar e usar de imediato o voucher, corresponde a 90% das ofertas de restaurantes de toda a plataforma Peixe Urbano", revelou o cofundador e presidente do Peixe, Alex Tabor.

O sistema 'Use Agora', do Peixe Urbano, passará a ser oferecido também no aplicativo do Groupon

Atualmente com cerca de 30 milhões de usuários no Brasil, o Peixe Urbano já havia vendido o seu controle acionário para a empresa chinesa Baidu. Já o estadunidense Groupon vendeu, em fevereiro de 2017, a sua divisão latino-americana para o fundo de investimentos Mountain Nazca, atualmente o responsável por controlar a fusão entre as duas companhias. O Grupon é usado por 52 milhões de pessoas em toda a América Latina.

Em 2016, o Peixe Urbano, já sob a batuta do Baidu, registrou o maior faturamento de toda a sua história ao terminar o ano com uma receita total de R$ 1 bilhão. Após começar como um site de compras coletivas, a companhia viu o modelo perder força e, com isso, transformou-se em uma plataforma de venda de serviços.

Cupons de desconto TecMundo: