*Conteúdo patrocinado.

A Black Friday certamente é uma das melhores épocas do ano para fazer compras. Além de promoções e guias que nos ajudam a economizar, há várias dicas práticas que vão fazer você ter sucesso durante o maior evento do varejo mundial.

Mas digamos que, por exemplo, você esteja procurando um computador para comprar na Black Friday. Por onde começar? Quais configurações analisar? Notebook ou desktop? Qual é o preço justo a se pagar por determinado modelo?

A não ser que você seja um conhecedor do meio e viva pesquisando preços na internet, provavelmente vai ser difícil responder a todos esses questionamentos. É por isso que nós nos juntamos mais uma vez com a Dell para trazer um artigo especial explicando como escolher um bom computador na Black Friday.

Se você tem essa dúvida, continue lendo este artigo para encontrar a resposta.

1º passo: entenda a sua necessidade

Necessidades

Quando as pessoas me perguntam qual computador (ou smartphone) comprar, eu sempre devolvo o seguinte questionamento: “Qual é o seu objetivo com esse dispositivo?”. Se ela não entende ou não consegue definir o que quer fazer com o computador, é muito difícil escolher a máquina ideal.

Como assim? É simples! Basta apenas pensar no que você pretende fazer com o dispositivo. Será que você vai usar o computador apenas para navegar na internet, assistir vídeos no YouTube e fazer outras atividades básicas? Ou vai precisar da máquina para executar softwares e jogos pesados, e rodar outros programas avançados?

Percebe que esses dois públicos precisam de máquinas diferentes? Se você for um usuário mais exigente, por exemplo, eu indicaria um Inspiron 14 7000 ou um Inspiron 15 Gaming (se você for gamer). Se você for um gamer e não precisasse levar o computador de um lado para outro, um desktop como o PC Gamer Inspiron atenderia a sua expectativa. Mas se você está com o orçamento mais apertado e precisa de um Notebook para tarefas básicas, o Inspiron 15 5000 pode ser a melhor opção.

Portanto, defina os objetivos com a máquina que você quer comprar.

2º passo: defina o seu orçamento

Orçamento

A partir do momento que você sabe o que pretende fazer com o computador, está na hora de pensar na grana. Muita gente acha que esse é o primeiro filtro da busca pela máquina ideal, mas ele vem depois da definição do objetivo.

Bom, nem é preciso explicar o porquê você precisa delimitar um orçamento para a sua aquisição. Um computador com a mesma configuração pode ter preços bem diferentes, dependendo da fabricante, design, acabamento e extras oferecidos junto com o produto.

Portanto, defina o quanto você pode (e quer) gastar. A dica é escolher faixas de preço, como:

  • Até R$ 999
  • Entre R$ 1.000 e R$ 2.000
  • Entre R$ 2.001 e R$ 3.000
  • Acima de R$ 3.000

3º passo: escolha a sua marca

Quando o assunto é tecnologia, a marca pode fazer toda diferença. Por se tratar de um componente de alta complexidade – afinal, um computador é composto por muitas peças e construído depois de vários processos diferentes –, somente as empresas que prezam pela qualidade conseguem entregar um produto com um bom custo-benefício.

Podemos retomar o assunto do preço para explicar o motivo. Por exemplo: dois computadores podem ter a mesma configuração, mas possui valores diferentes para o consumidor. Por quê? Muito provavelmente porque o mais caro pertence a uma empresa que emprega componentes de melhor qualidade, o que acaba refletindo no preço final. É claro que há outros fatores que impactam o valor de um produto, mas essa geralmente é a razão.

Muitos provavelmente conhecem alguém que comprou um notebook baratinho para descobrir que em poucos meses ele começou a estragar só de ficar abrindo e fechando. Esse é um exemplo clássico de produto barato, mas que não entrega um bom custo-benefício.

A Dell que está nos ajudando a trazer essas dicas é um bom exemplo de empresa que foca em qualidade na hora de entregar seus produtos. A marca é reconhecida pela acabamento, estrutura e solidez de seus produtos. Eu, por exemplo, tive (e ainda tenho) um notebook da Dell que durou anos ainda em funcionamento.

4º passo: hora de olhar as configurações

Depois que você definiu o seu objetivo, orçamento (em faixa de preço) e marca, é muito provável que tenha se limitado a alguns poucos modelos. Aí já fica mais fácil escolher, mas ainda assim há alguns pontos a serem observados.

No caso dos processadores, por exemplo, é preciso observar a sua geração e modelo ofertado. Afinal, devo escolher um Intel Core i3, Intel Core i5 ou Intel Core i7? Este vídeo abaixo ajuda a responder:

No final das contas, são tantos componentes que fica praticamente impossível definir um comparativo neste artigo, cuja proposta é ser o primeiro passo para a sua escolha. Precisaríamos discutir memória RAM, tipo de armazenamento (HD ou SSD), capacidade de armazenamento (500 GB, 1 TB, 2 TB ...), tamanho de tela, conectividade, tipo de placa de vídeo, sistema operacional, formato (2 em 1 ou tradicional), peso e todos os extras que podem equipar um computador.

Portanto, a dica final é: pesquise bastante e procure entender muito bem todos os componentes que vão equipar o seu computador. Isso com certeza vai ajudá-lo a comprar a máquina ideal nesta Black Friday.

Cupons de desconto TecMundo: