Desde que Satya Nadella assumiu a Microsoft, o mercado todo entendeu uma coisa bem simples: a empresa ia mudar o foco de seus esforços. A partir daquele momento, veríamos uma companhia muito menos "Windows" e muito mais voltada ao mercado de Cloud (pelo menos em esforços fiscais). E isso ficou ainda mais claro quando o CEO disse: "Faremos um negócio de US$ 20 bilhões anuais até 2018" — referindo-se às plataformas cloud.

Pois é... A promessa era de que veríamos isso a partir do ano que vem, mas a Microsoft conseguiu atingir a meta um ano antes. Em uma relatório publicado ontem (25), a empresa afirma que é esperado atingir a receita de US$ 6,9 bi no primeiro trimestre de 2018, o que vai totalizar em US$ 24,5 no período de um ano (quatro trimestres fiscais consecutivos) — vale dizer que estes números são referentes à receita, não lucros. Tudo isso considerando apenas a divisão já mencionada

Satya Nadella

Com esses números, a companhia demonstra estar no caminho certo para se tornar uma empresa com serviços focados em inteligência artificial, nuvens e outras soluções corporativas. Em resumo: Satya Nadella tem deixado os investidores bem felizes.

Cupons de desconto TecMundo: