Um pesquisador de segurança alertou nesta semana que uma rede de mineração de bitcoins composta por 3 mil máquinas ficou exposta na web.  Como informa Victor Gevers, o responsável por identificar o problema, a rede de mineração chinesa Thunder Mining Machines deixou 2.893 máquinas acessíveis sem a necessidade de senha via protocolo Telnet.

A falha foi descoberta quando o pesquisador tentava reforçar a segurança de dispositivos que acessavam a Telnet após um grande vazamento online. Um dos IPs vazados pertencia a um único usuário, que Gevers descobriria posteriormente controlar uma rede composta por 3 mil máquinas. Ainda de acordo com ele, é possível que os donos desses dispositivos provavelmente sejam agências do governo chinês ou algum grupo que recebe apoio financeiro estatal.

Apesar da situação grave, o problema foi rapidamente resolvido. Logo após a identificação do problema, a rede ficou offline para que a situação fosse corrigida. “Pela velocidade com que eles foram retirados do ar, deve haver uma séria quantia de dinheiro envolvida”, comentou o pesquisador ao site Bleeding Computer. “Uns poucos mineiros não é um caso sério, mas 2.893 trabalhando em conjunto podem erar uma bela quantia.”

De acordo com informações de um especialista, esse conjunto de máquinas poderia gerar uma receita total de mais de US$ 1 milhão por dia.

Cupons de desconto TecMundo: