A Uber e a Yandex, uma gigante da internet na Rússia, uniram suas operações de serviços de transporte alternativo no país e na Ásia Central, segundo anúncio feito nesta quinta-feira (13).

A fusão vem contra a abordagem normalmente usada pela empresa fundada por Travis Kalanick, sempre disposta a lutar contra a competição. Desta vez o caminho da paz foi melhor para ambos os lados após de anos de disputas pelo controle do segmento na região.

A Yandex possui um braço de transportes, a Yandex Taxi. A nova companhia irá operar na Rússia e em outros países da ex-união soviética como Azerbaijão, Bielorrússia, Cazaquistão, Armênia e Geórgia.

Segundo comunicado oficial, a Yandex ficará com 59,3% da empresa, enquanto a Uber terá 36%. Os 4% restantes ficarão com os funcionários. A Uber investirá US$ 225 milhões enquanto a Yandex injetará mais US$ 100 milhões.

“As empresas combinadas atualmente fazem 35 milhões de corridas por mês enquanto crescem 400% ano a ano. Desde que fundamos a Yandex.Taxi em 2011, nós já conectamos milhões de motoristas e passageiros a se tornarem o maior e mais confiante negócio de corrida compartilhada na Rússia e nos países vizinhos”, explicou Tigran Khudaverdyan, presidente-executivo da Yandex Taxi e futuro CEO da nova companhia.

Entidades regulatórias dos países onde a gigante irá funcionar ainda precisam aprovar a nova união. As duas partes acreditam que poderão estar rodando nas ruas a partir do último trimestre de 2017.

A ação marca o segundo recuo da Uber em mercados internacionais. Em 2016, a empresa vendeu suas operações na China à Didi Chuxing. A decisão de ceder à pressão da concorrência na Rússia pode ser um indicativo da preocupação da Uber em melhorar seu caixa.

A Uber chegou à Rússia quando a Yandex Taxi já estava consolidada. Passados anos de disputa, a empresa norte-americana jamais conseguiu tomar a ponta do mercado. Além disso, a Yandex possuía uma vantagem técnica por conta do Yandex Maps, a tecnologia local de mapeamento – a concorrente precisava depender de fornecedores externos para obter o serviço.

Ao longo da guerra dos preços, a Uber chegou a anunciar um prejuízo de US$ 170 milhões no mercado russo, causado em grande parte pelos inúmeros descontos e campanhas de publicidade na tentativa de superar a Yandex Taxi.

Enquanto a Uber tinha dificuldades para operar na Rússia com seu sistema de conectar motoristas e passageiros através de seu aplicativo, a Yandex trabalhava com uma frota de 20 mil veículos em todo o país. A empresa foi capaz de reunir todas estas pessoas através de seu sistema de buscas online, também chamado de “Google da Rússia”.

Via The BRIEF

Cupons de desconto TecMundo: