A plataforma de compra e venda OLX cresceu bastante em 2016, cravando quase o dobro de vendas quando comparado com 2015. Entre os estados brasileiros onde o serviço mais cresceu, dois merecem destaque: Minas Gerais e Bahia. Já a categoria que mais evoluiu ano passado foi "Moda e Beleza", marcando 263% de aumento nas vendas.

Um dado que chama a atenção é o crescimento nas vendas de algumas categorias que há alguns anos não eram tão expressivas, como os carros usados. “Os brasileiros já estão acostumados a comprar e vender carros usados no Brasil há muito tempo. Porém, nossos dados de 2016 mostram que esta realidade está se ampliando rapidamente, pois tivemos um crescimento expressivo em categorias como moda, casa e itens para bebês e crianças”, explica Andries Oudshoorn, CEO da OLX Brasil.

R$ 81 bilhões = 1,4% do PIB do Brasil

Segundo a assessoria de imprensa da OLX, as vendas realizadas no site movimentaram R$ 81 bilhões em 2016 — e isso significa 1,4% do PIB do Brasil.

“Para a OLX é uma honra ser o motor de uma cultura de consumo sustentável, que traz impacto positivo para todos: para quem desapega de algo que não usa mais, para quem compra produtos por um preço mais acessível, para a comunidade e economia do País e para o meio ambiente”, completa Andries.

Como será 2017

Para enfrentar 2017, a OLX chega com mudanças: investiu R$ 5 milhões em um novo escritório de 2,6 mil m², no Rio de Janeiro, e contratou 250 novos colaboradores em 2016 (175 no RJ e 75 em SP) — só na área de tecnologia, foram contratados 86 novos profissionais.

Como estratégia, a OLX planeja "continuar crescendo o nosso marketplace C2C e aumentar em mais de 50% o número de pessoas desapegando de seus produtos com sucesso na OLX”, disse Andries. Além disso, a meta é fechar o ano de 2017 com 610 colaboradores, crescimento de 33% em relação a 2016. As contratações serão, principalmente, voltadas para os times de produto, tecnologia e dados. Abaixo, você acompanha as estatísticas:

Crescimento em vendas 2015 x 2016

  • Bahia: 106%
  • Minas Gerais: 103%
  • São Paulo: 77%
  • Rio Grande do Sul: 55%
  • Rio de Janeiro: 51%

Crescimento em vendas/segmento (2015 x 2016)

  • Moda e beleza: 4.4 milhões (263%)
  • Eletrônicos e celulares: 19.7 milhões (228%)
  • Para a sua casa: 11 milhões (228%)
  • Bebês e crianças: 3.1 milhões (216%)
  • Esportes: 2.1 milhões (208%)
  • Música e hobbies: 2 milhões (201%)

Cupons de desconto TecMundo: