O CareerBuilder é um site que, como diz o nome, ajuda os usuários na busca por um emprego. Por isso, nada melhor que realizar uma pesquisa para alertar sobre quais armadilhas oferecidas pelo mundo colocam a sua produtividade em risco. Qual é a sua surpresa ao descobrir que o principal culpado é o smartphone?

A pesquisa do CareerBuilder foi realizada com mais de 3 mil profissionais e 2 mil executivos de Recursos Humanos nos Estados Unidos. Nela, foi descoberto que 1 em cada 5 empregadores (19%) pensa que os empregados são produtivos durante, no máximo, 5 horas da jornada de trabalho. Os culpados por isso, segundo mais da metade deles (55%), são os smartphones.

66% comentam que dão uma 'checada' no aparelho durante a jornada

"Enquanto nós precisamos ficar conectados com nossos dispositivos para o trabalho, também estamos a um clique de distância das distrações de nossas vidas pessoais, como mídias sociais e outros apps", comentou Rosemary Haefner, chefe de RH no Career Builder. "O dilema da conectividade não é necessariamente uma coisa ruim, mas precisa ser manuseado com cuidado. É preciso um diálogo aberto com funcionários sobre as distrações tecnológicas. Reconhecer a existência e discutir desafios/soluções para manter a produtividade alta", explicou.

Outros dados da pesquisa indicam que 8 em cada 10 funcionários (83%) possuem celulares — e 82% ficam de olho no aparelho durante o trabalho. Enquanto 10% deles comentaram que os smartphones não atrapalham na produtividade, 66% comentam que dão uma "checada" no aparelho diversas vezes durante o dia.

A redenção do smartphone

Mesmo que os gadgets tenham a principal culpa no que atrapalha a sua produtividade, outros fatores também influenciam, se tornando verdadeiras armadilhas para funcionários.

Abaixo, você acompanha o ranking das 10 piores coisas que atrapalham o desempenho:

  • 10. Trabalhar em cubículo/baia: 9%
  • 9. Colegas que fazem muito barulho: 20%
  • 8. Reuniões: 24%
  • 7. Email: 26%
  • 6. Pausas para comer ou fumar: 27%
  • 5. Bate-papo com colegas: 27%
  • 4. Mídias sociais: 37%
  • 3. Fofoca: 39%
  • 2. Internet: 41%
  • 1. Smartphone/apps: 55%

Cupons de desconto TecMundo: