(Fonte da imagem: Stephen Shankland/CNET)

Ainda mais badalado depois que foi comprado pelo Facebook por US$ 19 bilhões, o mensageiro WhatsApp foi tema de uma pequena apresentação do CEO da companhia, Jan Koum. A data do evento foi coincidência, mas é bastante simbólica: 24 de fevereiro é o aniversário da companhia, que nasceu em 2009.

A principal revelação é a chegada de chamadas de voz ao aplicativo para Android e iOS ainda no segundo quadrimestre de 2014. Com a adição, o WhatsApp entra em igualdade com outros mensageiros que já possuíam tal possibilidade, como o LINE e o BBM. A função deve ser lançada para Windows Phone e BlackBerry 10 algum tempo depois, sem uma data confirmada. Por enquanto, só é possível enviar mensagens em áudio curtas e separadas.

Kloum ainda revelou dados interessantes sobre o serviço. Atualmente, ele possui 465 milhões de usuários mensais ativos, enquanto os usuários diários ativos totalizam 330 milhões.

Quando o Facebook anunciou a compra do WhatsApp, o número de usuários mensais ainda estava em 450 milhões, o que comprova que a aquisição gerou ainda mais movimentação para a plataforma.

Ainda sobre a rede social, o CEO confirmou que o mensageiro será tocado como uma companhia independente, assim como aconteceu com o Instagram. "Para que o WhatsApp seja bem-sucedido, ele realmente precisa ser independente. Não há mudanças planejadas. Nós só podemos levar nosso produto a um ou dois bilhões de usuários se continuarmos pelo caminho pelo qual começamos", explica Kloum.

Cupons de desconto TecMundo: