(Fonte da imagem: Jean Chung/Bloomberg)

Um incêndio na fábrica da chinesa Hynix que obrigou a fabricante a fechar o local é o responsável pela maior alta no preço de chips de memória dos últimos dois anos. Segundo a Bloomberg, esses componentes estariam 42% mais caros de serem produzidos no momento.

Unidades como um chip de memória RAM DDR3 2-Gigabit alcançou US$ 2,27 ontem, um preço elevado se comparado aos US$ 1,60 do início de setembro, antes do incêndio. A Icheon, que é a base da Hynix na Coreia do Sul, assume em outubro a produção dos componentes que seriam fabricados na China, mas nem isso fará com que o mercado estabilize tão cedo.

O preço desses chips deve continuar a subir pelo próximo quadrimestre - ou, na melhor das hipóteses, permanecer alto só até a fábrica voltar a operar normalmente. Apesar de o motivo ser um acidente não previsto, analistas já acreditavam em um aumento no preço desses componentes no final de 2013. Tudo isso deve afetar mercados de smarphones, especialmente os fabricados na China. Por enquanto, ainda não é possível definir com detalhes como isso prejudica o consumidor em geral.

Cupons de desconto TecMundo: