(Fonte da imagem: Divulgação / Wake Forest University)

Quando você esquece onde deixou as chaves ou qual era aquele compromisso importante, não há meios para fazer essas lembranças voltarem à sua cabeça. Mas já pensou que prático seria se, ao apertar um botão de um dispositivo ligado ao seu cérebro, ele automaticamente se lembrasse de todas as informações contidas na memória?

Essa é a promessa de um estudo realizado pela Wake Forest University e a University of Southern California, um dos primeiros a apostar em aparelhos eletrônicos para melhorar funções cognitivas em tempo real.

No teste, realizado com ratos de laboratório, os animais eram drogados para esquecer um processo de mover a ordem correta de alavancas que liberariam seu acesso à água. Os cientistas instalaram então um pequeno dispositivo ligado ao hipocampo dos bichinhos, uma das regiões do cérebro responsáveis pela formação de memórias recentes.

(Fonte da imagem: Divulgação / Wake Forest University)

O objetivo do dispositivo é duplicar os sinais neurais responsáveis pela memória e fazê-la funcionar à força. Quando o equipamento é ligado, todas as informações relativas à sequência das alavancas eram novamente lembradas. Com o aparelho desconectado das cobaias, o processo era esquecido.

O próximo passo é realizar o mesmo teste em macacos, para então passar para seres humanos. Caso sejam positivos, os resultados obtidos podem ser usados em pesquisas e, em uma visão otimista, no desenvolvimento de um aparelho similar para auxiliar vítimas de acidentes que ocasionaram perda de memória, pacientes que sofrem de Alzheimer ou derrames.

Cupons de desconto TecMundo: