Não há como negar: os memes já fazem parte do “DNA” da internet, e, cada vez que um novo assunto toma conta da grande rede, novas piadas são formuladas para contemplar a ocasião. Porém, mesmo que o “arsenal” de anedotas cresça a cada novo episódio que se destaca, algumas “armas” estão sempre presentes no depósito de todo mundo.

Um bom exemplo é o famoso e universamente conhecido “Trollface”. Esse meme possui diversas definições, mas geralmente faz referência a uma pessoa sacana e que só quer causar confusão. Ele é uma espécie de símbolo da famosa “zoeira da internet”, também conhecida como “trollagem”. A imagem abaixo provavelmente define o meme melhor do que qualquer descrição.

Uma das pegadinhas mais infames. E convenhamos: sem o "Trollface" perde toda a graça.

A origem do “Trollface”

Apesar de muitos saberem o que significa, poucos devem conhecer a origem desse famoso meme da internet. Além de desconhecer o começo de toda essa piada, ainda mais pessoas não devem imaginar que o criador dessa enfadonha imagem ganhou uma boa grana com isso.

Em 2008, Carlos Ramirez, com 18 anos na época, estava fazendo o que muitos fazem diariamente: navegando na internet enquanto deveria estar terminando um trabalho para a escola – ou seja, procrastinando. Em uma visita ao fórum 4chan, ele decidiu postar uma imagem engraçada que tinha desenhado no Paint – algo que ele já havia feito diversas vezes no passado. Ciente de que aquilo seria apenas um motivo para algumas risadas, foi dormir sossegado e despreocupado.

A origem do "Trollface".

Entretanto, ao acordar no dia seguinte, Ramirez viu a sua imagem replicada em uma série de postagens no fórum. Em entrevista ao Kotaku, o jovem disse que ficou surpreso com o resultado e que tudo aconteceu de forma inesperada.

“Eu realmente não tinha intenção de compartilhar [a imagem]. Eu só a postei na categoria de video games e fui dormir. Quando eu acordei na manhã seguinte, vi a imagem repostada várias vezes em outros lugares”. No anonimato do 4chan, ganhar o reconhecimento de uma criação sua é algo bastante significativo.

"Trollface".

Germinando

Coincidentemente ou não, Ramirez havia planejado tirar umas “férias” da internet por alguns dias e esperava que esse fervor sobre o “Trollface” fosse passar. Quando retornou, o 4chan estava completamente dominado pelo meme, com aquela cara sacana aparecendo em cada canto do fórum.

Porém, isso ainda não foi o suficiente para que o jovem acreditasse que aquilo fosse algo que valesse a pena investir, e, sete anos depois, Ramirez ainda não consegue entender como o “Trollface” se transformou no “monstro” que é hoje. “Eu não tinha idea. É simples. É realmente reconhecível em vários formatos. Eu não sei. Ele possui esse design característico. Não foi intencional. Eu não sou um designer. Eu crio algumas artes, mas esse não foi um bom desenho. Definitivamente não foi a minha melhor criação”.

Problem?

Contando para os pais

Levou um tempo até que Carlos resolvesse compartilhar a sua criação com seus pais, apesar do evidente sucesso que ela fazia na internet. A única pessoa de sua família que sabia quem era o responsável por aquele “Trollface” que inundava a internet era sua irmã mais nova. “Ela manteve segredo sobre isso”, conta ele.

Entretanto, quando Ramirez resolveu abrir o jogo para seus pais, a reação de sua mãe o pegou de surpresa. “Eu me arrependo de ter contado a eles porque minha mãe pintou um ‘Trollface’ em algum lugar da casa bem visível”, explica ele. Apesar do orgulho da mãe, o pai ficou indiferente ao sucesso que o filho havia feito na internet, sendo, inclusive, capaz de fazer uma breve aparição nos quadrinhos de Deadpool.

"Participação" na HQ de Deadpool.

Transformando em uma “mina de ouro”

Encorajado pela mãe e diante do sucesso monstruoso do meme, Carlos Ramirez resolveu registrar a arte no U.S. Copyright Office em 2010. Difícil de acreditar? A imagem abaixo comprova o feito, e dá os devidos créditos ao criador do "Trollface".

Desde o registro, Ramirez diz ter acumulado mais de US$ 100 mil com taxas de licenciamento, acordos de disputas judiciais e outras fontes de renda ligadas ao meme. Além disso, alguns milhares de dólares entram mensalmente em sua conta por causa do “Trollface”.

Registro do "Trollface" no U.S. Copyright Office em 2010.

A treta mais recente

Apesar de o efeito bombástico do meme já ter passado, alguns tentam aproveitar o sucesso do “Trollface” para lucrar com a ideia. Entretanto, como dissemos no começo da matéria, pouco sabem que essa criação está registrada e protegida contra a reprodução livre.

O desenvolvedor do Meme Run, game exclusivo do Wii U que esteve disponível no eShop, explorou alguns virais da internet e os colocou em um jogo side-scrolling para o console da Nintendo. A ideia deu certo e, mesmo custando US 4,99, fez relativo sucesso entre os consumidores que possuiam o video game.

Como podemos ver, a excentricidade é um ingrediente essencial de Meme Run. Porém, a presença do “Trollface” no personagem do game incomodou Ramirez que resolveu entrar em uma disputa judicial para requerer seus direitos de uso da imagem. O game, agora, não está mais disponível na loja do Wii U.

“Se é uma coisa realmente pequena, eu não posso me incomodar com ela. Vai tomar muito tempo e o melhor é deixar as pessoas se divertirem. Se as pessoas não estão fazendo uma quantia significativa de dinheiro, eu realmente não ligo. Agora, se você publicou um jogo em uma plataforma conhecida usando a minha imagem, é o tipo de coisa que é difícil de ignorar”.

Jogabilidade insana do Meme Run.

Outros causos

A batalha contra o desenvolvedor de Meme Run ainda não teve um fim, mas Ramirez contabiliza muitos outros casos envolvendo sua criação – muitos deles mais "felizes" do que a disputa judicial envolvendo o jogo. O estúdio ACE Team, por exemplo, pediu permissão para usar o “Trollface” em um de seus títulos, Zeno Clash.

Já o ator Adam Sandler queria a imagem em um pôster de um filme. Em ambos os casos, Ramirez recebeu por causa do uso do “Trollface” e, dessa forma, a utilização do meme foi permitida sem problemas entre as partes.

Adam Sandlrer também requisitou o uso do "Trollface".

.....

Hoje, Carlos Ramirez sabe que o “Trollface” é apenas uma ínfima parte da gigantesca internet e não pensa em se apoiar completamente nessa ideia para viver. Ele tem trabalhado no desenvolvimento de jogos próprios, pensando em formas de ganhar o seu sustento e não depender do dinheiro que o meme gera.

“As pessoas vão esquecer completamente que eu fui o responsável, e eu acho isso normal. Não me incomoda de forma alguma”. Podemos até não lembrar que Carlos Ramirez foi o criador do “Trollface”, mas dificilmente vamos esquecer aquela cara que está estampada em cada canto da internet. Obrigado, Ramirez.

Cupons de desconto TecMundo: