(Fonte da imagem: Reprodução/Telegraph)

Mais de um ano após o fechamento do Megaupload, pesquisadores divulgaram um estudo que compara o volume de vendas e locações de filmes — por meios digitais — entre dois períodos distintos: antes e após o fechamento de um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos que já existiu. A conclusão do estudo não é muito diferente do que você já está imaginando.

Para a pesquisa, foram analisados os dados fornecidos por dois grandes estúdios, que possuem atividades online em 12 países diferentes. Segundo o que foi dito no relatório, o crescimento nas vendas de filmes ficou entre 10.500 e 15.300 unidades semanais — o que faz muita diferença no final de um período maior. O de locações aumentou ainda mais: entre 13.700 e 24.000 unidades por semana.

Isso tudo significa que, com a desativação do Megaupload, os estúdios tiveram aumento de quase 10% nas atividades e nos ganhos com arquivos digitais. Apesar de a pesquisa ser apenas quantitativa e não entrevistar pessoas que gastaram dinheiro com filmes — para saber se elas só o fizeram por causa do fechamento do Megaupload —, não é possível dizer que não há relação nenhuma entre os fatos.

Será que o fim do Megaupload teria realmente incentivado o comércio de filmes online? Ou a redução nos preços e a melhoria na infraestrutura das conexões é que são as responsáveis? Ainda não há qualquer informação sobre possíveis reduções na rentabilidade dos filmes digitais após o lançamento do Mega — sucessor do Megaupload.

Cupons de desconto TecMundo: