(Fonte da imagem: Reprodução/Huffington Post)

David Harvey, magistrado que seria o responsável por julgar a extradição de Kim Dotcom, fundador do Megaupload, para os Estados Unidos, pediu afastamento do caso por imaginar que a sua imparcialidade poderia ser questionada, independente de sua decisão final.

Na última semana, Harvey comentou em entrevista o que pensa sobre uma possível mudança nas leis do seu país, a Nova Zelândia, com relação às leis de direito autoral. “Nós conhecemos o inimigo e ele é os Estados Unidos”, declarou. Harvey já havia se mostrado favorável ao Megaupload em diversas ocasiões, mas a decisão final só sairá em 2013.

A frase de Harvey pode ser interpretada como um trocadilho com uma conhecida frase do cartunista Walt Kelly, que afirmou em um dos seus trabalhos que “nós encontramos o inimigo e ele é nós”. “Nós”, em inglês, é “us”, mesma sigla para os Estados Unidos. A ambiguidade foi intencional no caso da declaração de Harvey e, para não ter o seu julgamento questionado, o juiz optou por se afastar do caso.

Fonte: Huffington Post

Cupons de desconto TecMundo: