(Fonte da imagem: Physorg)

Mesmo após ter declarado inocência, Kim Dotcom vai continuar atrás das grades na Nova Zelândia. O fundador do Megaupload teve seu pedido de fiança negado hoje pelo juiz David McNaughton. Uma nova audição está marcada para o dia 22 de fevereiro, na qual deve ser analisado o pedido de extradição do acusado para os Estados Unidos.

Enquanto isso, outra pessoa foi presa na Holanda, acusada de envolvimento no caso de pirataria por parte do Megaupload. Esse é o quinto suspeito preso por envolvimento com o site, acusado de gerar um prejuízo de mais de 500 milhões de dólares a companhias responsáveis pelos direitos autorais do conteúdo distribuído.

Os Estados Unidos ainda aguardam a extradição dos presos, para que eles recebam julgamento em solo americano. Porém, o acusado só será transferido para outro país caso o ato seja considerado crime também na Nova Zelândia e que tenha recebido uma pena maior do que 12 meses, de acordo com a lei local. Para o juiz McNaughton, tal processo pode levar meses.

Cupons de desconto TecMundo: