Lembra-se de Sean Parker, o investidor bilionário famoso por ser cofundador do Napster e ex-presidente do Facebook? No lugar de reclamar sobre como a vida de rico não é fácil, o agora filantropo está utilizando uma enorme parte de sua fortuna – US$ 250 milhões, mais exatamente – para algo bom: a criação do Instituto Parker de Imunoterapia do Câncer.

O investimento, segundo a Reuters, é um projeto conjunto que inclui os esforços de seis universidades médicas e centros de pesquisa norte-americanos, bem como um total de 40 laboratórios e mais de 300 pesquisadores. Diferente do que muitos devem pensar, no entanto, a ideia aqui não é diretamente a cura do câncer, mas criar melhores técnicas de imunoterapia, que são essenciais para fortalecer o corpo do paciente na luta contra as células cancerígenas.

“Nós acreditamos que a criação de um novo fundo e modelo de pesquisa pode superar muitos dos obstáculos que atualmente impedem avanços de pesquisa”, disse Parker, em uma declaração. “Trabalhando de perto com nossos cientistas e mais de 30 parceiros de indústria, o Instituto Parker está posicionado para disseminar descobertas abertamente e, acima de tudo, oferecer tratamentos mais rapidamente para os pacientes”, continuou.

Um dos pontos mais importantes de todo esse trabalho conjunto é que as descobertas feitas pelo projeto não vão existir apenas para o lucro com a patente dos remédios. “Qualquer avanço feito em um centro está imediatamente disponível em outro centro sem qualquer tipo de propriedade intelectual ou burocracia”, explicou Parker. Todos os lucros gerados com a pesquisa, por sua vez, seriam redirecionados para o instituto.

Cupons de desconto TecMundo: