Um neurocirurgião australiano chamado Ralph Mobbs acaba de publicar um feito incrível. Na segunda metade de 2015, o médico conseguiu construir réplicas perfeitas de duas vértebras de um paciente com câncer. Para isso, ele utilizou mecanismos de criação de próteses personalizadas, sendo que a construção delas em titânio foi completamente feita em impressoras 3D.

Ao publicar a história em periódicos especializados, Mobbs revelou que o paciente de 60 anos sofria de cordoma, um tipo de câncer que se alojou em vértebras e estava começando a afetar toda a coluna vertebral. Em resumo: o médico deixou bem claro que, se não houvesse a substituição das vértebras afetadas pelos tumores, o paciente ficaria tetraplégico em pouco tempo.

Além de contar isso, Mobbs também deixou bem clara a importância da Anatomics. Foi com a tecnologia de mapeamento e replicação dessa empresa que ele conseguiu fazer as cópias perfeitas para o encaixe natural das vértebras artificiais ao corpo do homem.

Como o site Mashable relembra, a cirurgia também não foi nada pequena. Todo o procedimento durou cerca de 15 horas e exigiu um grupo bem completo de médicos, anestesistas e auxiliares de enfermagem. Será que veremos ainda mais cirurgias desse tipo sendo praticadas nos próximos anos?

Quanto tempo vai levar até que implantes impressos sejam populares na medicina? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: