Ramelli já previa uma espécie de leitor digital? (Fonte da imagem: Reprodução/Core 77)

O Brasil não tinha completado nem mesmo um século de seu descobrimento pelos europeus e, na Itália, as primeiras ideias para um “Kindle” já estavam fervilhando na cabeça de Agostino Ramelli. Em 1588, o engenheiro desenhou uma roda de madeira que deveria servir para ler livros. Ela tinha suporte para alguns exemplares que poderiam permanecer abertos para consulta a qualquer momento.

De fato, o leitor de livros do passado não era muito portátil, como você pode ver na imagem. Ainda assim, poderia ser útil quando se deseja escrever um artigo acadêmico, por exemplo, para consultar vários livros de outros autores, comparar obras e usar citações. No fim das contas, Ramelli morreu em 1608 sem nunca ter construído sua roda de livros.

Entretanto, alguns séculos depois, em 1986, um arquiteto chamado Hall Laessing resolveu fazer o processo de engenharia reversa a partir dos desenhos do italiano e construiu a roda de livros.

Depois disso, a “moda” pegou e algumas outras foram construídas. Assim, as imagens mais atuais que você confere na galeria — as que mostram os livros fechados — foram feitas em 2012 de um exemplar construído com madeira compensada, bem diferente do que Ramelli desenhou, mas ainda assim com a mesma ideia.

Mas e você, trocaria seu tablet ou leitor digital por uma roda de livros de madeira sem tela e-ink?

Cupons de desconto TecMundo: