Advertência

O Tecmundo adverte que este procedimento deve ser usado apenas como forma de suprir uma necessidade temporária. Em caso de problemas com o desempenho da fonte, procure adquirir um modelo mais potente e confiável.

Alertamos, também, para o fato de que a fonte adicional será ligada diretamente na rede elétrica. Assim, ela terá um funcionamento independente do restante do PC. Nesse contexto, caso você desconecte a segunda fonte da tomada, a energia dos componentes será cortada e a máquina poderá travar.

Para uma adição de fonte de alimentação mais harmoniosa é indicado que você adquira uma das soluções explicitadas no final deste artigo. Se você deseja adicionar mais uma fonte de alimentação ao seu PC, faça-o por sua conta e risco.

Como você pode observar no vídeo acima, nós fixamos a fonte adicional de uma forma que a saída de ar quente do dispositivo coincidiu com a do gabinete. No nosso caso, a tampa do gabinete permanecerá aberta, o que permite a exaustão do calor gerado pelo funcionamento da máquina. Contudo, é importante ficar atento com esse tipo de situação, pois, se a tampa for fechada, poderá haver um superaquecimento dos componentes e o travamento do computador.

Mais potência!

Nos últimos anos, temos acompanhado uma evolução frenética dos componentes de computadores. A cada evento de tecnologia e eletrônica, surgem processadores mais rápidos, placas de vídeo mais robustas, memórias RAM mais voláteis e mais uma infinidade de dispositivos.

Com isso, os computadores ficam cada vez mais potentes. Mais potência significa maior consumo de energia, e quem sofre com esse desenvolvimento acelerado são as fontes de alimentação. Para suportar componentes tão exigentes, a máquina precisa ter uma fonte confiável e com muitos watts de potência – o que pode sair caro para o bolso do usuário.

Como alternativa econômica, alguns entusiastas adaptam uma segunda fonte ao PC, distribuindo a carga de energia entre os componentes dele. Se você possui muitos periféricos no computador e está sentindo a sobrecarga da fonte original, o Tecmundo ensina como dar uma força a mais para a alimentação da sua máquina.

Distribuição de energia

Basicamente, ao adicionar uma segunda fonte ao computador você está aumentado a entrada de energia nele e distribuindo a demanda energética dos componentes entre esses dois dispositivos.

No que concerne o aumento de energia, as potências das fontes são somadas. Assim, em teoria, duas fontes de 500 watts instaladas no PC oferecem a ele um potencial de alimentação de 1.000 watts. Todavia, por serem dispositivos distintos e com duas entradas de corrente completamente independentes, nesse caso, as duas fontes de 500 watts jamais terão o mesmo desempenho que uma com 1.000 watts.

Então, quais são as vantagens em adaptar uma fonte adicional ao computador? A primeira justificativa é a estabilidade no seu funcionamento. Ao dividir o consumo de determinados componentes entre as fontes, a sobrecarga que havia em um único dispositivo de alimentação é reduzida, evitando picos de energia que acabam travando a máquina.

Nesse contexto, por exemplo, você pode destinar uma fonte para a alimentação da placa-mãe, da placa de vídeo e do cooler principal do PC, enquanto o segundo dispositivo fornece energia para o drive ótico e outros periféricos. Dessa forma, o desempenho geral do computador ganha em estabilidade.

Outra vantagem em usar duas fontes para atingir um potencial energético maior é o custo. Retomando o exemplo dado anteriormente, uma fonte que realmente forneça 500 W (os chamados watts reais) pode ser encontrada na internet a partir de R$ 100. Com isso, para instalar dois dispositivos dessa potência você gastaria cerca de R$ 200. Por outro lado, para adquirir uma fonte com 1.000 watts “reais” confiável você terá que desembolsar R$ 440, no mínimo.

Há quem diga que com a redução da sobrecarga as fontes podem ter sua durabilidade aumentada. Entretanto, não podemos afirmar categoricamente tal suposição. O aumento da vida útil dos dispositivos é muito relativo. Todavia, o raciocínio lógico nos leva a acreditar que de alguma forma a distribuição da demanda de energia pode desgastar menos os mecanismos de alimentação.

Não espere resolver todos os seus problemas

Os benefícios da utilização de duas fontes de alimentação acabam por aí. Existem usuários que esperam tornar a máquina mais rápida aumentando a potência de energia. Infelizmente, temos que informar que isso não é possível.

Portanto, não espere que, ao acoplar mais uma fonte ao computador, o processador eleve sua capacidade de processamento. A velocidade com que a CPU exerce suas funções está relacionada com a sua frequência de clock – a qual pode ser manipulada pelo usuário, aumentando-a (overclock) ou diminuindo-a (underclock).

Nesses casos, a potência de alimentação pode energizar o componente adequadamente, possibilitando que ele opere efetivamente com as mudanças realizadas, mas nunca aumentar sua velocidade.

O aumento de potência da máquina não acabará com o travamento do sistema operacional necessariamente. Existem vários motivos para que o SO tenha o seu funcionamento interrompido, como a ação de malwares e falhas da memória RAM. Com isso, adicionar uma fonte só solucionará o congelamento do sistema quando o problema for a sobrecarga do dispositivo de alimentação original, que ao apresentar picos de energia pode travar o software primordial do PC.

Momento da gambiarra

Pré-requisitos

Para adaptar uma segunda fonte ao seu computador você precisará de:

  • Fonte de alimentação da sua escolha;
  • Fio de cobre encapado (com aproximadamente 10 centímetros de comprimento);
  • Um cabo de força.

Procedimento

Com o computador sem qualquer tipo de conexão com a rede elétrica, a primeira coisa a ser feita é arrumar uma forma de fixar a fonte adicional no gabinete. Você pode prendê-la com abraçadeiras às grades de ventilação, utilizar alguma baia vaga ou anexá-la à parte externa do PC. Certifique-se de que a entrada de alimentação dessa fonte fique acessível, ou seja, possibilite a conexão do cabo de força. Use sua criatividade para encontrar a maneira mais adequada à sua máquina.

Ampliar

Depois do componente fixado, desencape cerca de um centímetro de cada ponta do fio de cobre. No conector de 20 vias (ou 24 vias em alguns modelos), com a pinagem voltada na sua direção e com a trava posicionada para cima, realize um jumper entre o quarto pino (cabo verde) e o quinto pino (cabo preto) da coluna superior, contando da esquerda para a direita.

Ampliar

Confira se os contatos do fio de cobre estão em contato somente com os pinos indicados, caso contrário poderá haver um curto-circuito indesejado e componentes do computador poderão ser danificados.

Em seguida, conecte os cabos de alimentação da fonte adicional aos componentes desejados do PC. É indicado que essa segunda alimentação seja utilizada para energizar partes menos sensíveis do computador – como drives óticos, discos de armazenamentos secundários, coolers sobressalientes, entre outros acessórios da máquina.

Ampliar

Em seguida, basta conectar o cabo de força na fonte e ligá-lo na tomada.

Soluções prontas

Para quem não sente a segurança necessária para realizar tal procedimento, existem mecanismo prontos que permitem a adição de uma segunda fonte ao computador de maneira mais prática. Entre as opções disponíveis no mercado estão:

  • Add2Psu – dispositivo que consiste em uma placa com conectores para interligar as fontes de alimentação, o qual está sendo vendido por R$ 32 na própria loja online da fabricante;
  • Secondary Power Supply Starter Kit – um kit de cabos que serve para dividir a alimentação entre as fontes que pode ser encontrado no site iKonic por aproximadamente R$ 30;
  • Juice Box Auxiliary Power Supply – equipamento destinado para a alimentação de placas de vídeos e placas-mãe. Para ter um dispositivo desse é preciso desembolsar cerca de R$ 45.
  • ATLAS800 PLUS – fonte que opera de forma redundante, oferecendo 700 watts originalmente e mais 100 watts para situações de maior exigência de energia. Ele é preparado para máquinas de altíssimo desempenho. O dispositivo é vendido pela Newegg por R$ 820.

Vale ressaltar que nos valores mencionados não estão inclusos impostos e possíveis taxas de importação.

Cupons de desconto TecMundo: