A firma alemã de pesquisa em segurança digital G Data publicou um relatório em que afirma ter identificado em mais de 20 aparelhos Android novos em folha diversos spywares e malwares. Marcas chinesas foram as que mais apresentaram programas espiões pré-instalados, como Xiaomi, Huawei, Lenovo e Xido.

Essas aplicações vêm inseridas dentro do código de outros apps que já acompanham o celular, como o Facebook, por exemplo, que é muito utilizado. Os programas maliciosos então instalam secretamente outros apps, coletam informações de chamadas, de localização e em alguns casos até mesmo gravam conversas telefônicas sem que o usuário se dê conta.

Como estão instalados diretamente no firmware do aparelho, não é possível simplesmente desinstalar os aplicativos infectados. É preciso formatar completamente o aparelho e instalar uma versão limpa do sistema operacional. Segundo a G Data, no entanto, a instalação desses programas maliciosos não ocorre durante a produção dos aparelhos, mas durante o caminho entre a fábrica e os postos de venda.

Isso indica que algum intermediário na cadeia de distribuição dos smartphones infecta os aparelhos propositalmente antes de eles chegarem às mãos dos consumidores. Por conta disso, identifica-se no mundo cerca de um novo malware ou programa similar para Android a cada 14 segundos, de acordo com o relatório da empresa de segurança.

Entramos em contato com as empresas que possuem representação aqui no Brasil para saber quais aparelhos exatamente foram incluidos na lista citada pela empresa G Data, e quais medidas estão sendo tomadas para remediar a situação. Atualizaremos esta notícia quando obtivermos mais informações.

Você já descobriu algum spyware ou outro programa malicioso instalado em seu smartphone? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: