Com a proximidade da Copa do Mundo 2014, criminosos aproveitam a procura por informações sobre o evento para criar páginas falsas e emails que visam a propagação de malwares na internet. Ciente dessa situação, a McAfee elaborou uma lista com 11 jogadores participantes da competição cujo nome é usado para atrair curiosos que, sem querer, podem se ver infectados por um vírus ao clicar em um link malicioso.

O português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, encabeça a lista, seguido de perto pelo argentino Lionel Messi, do Barcelona. Neymar, possivelmente o brasileiro mais popular a participar da Copa, aparece somente na quarta posição, sendo “superado” também pelo goleiro espanhol Iker Cassilas, defensor do Real Madrid.

Quanto maior a posição de um atleta no ranking elaborado pela empresa, maior a probabilidade de que uma busca por seu nome resulte em páginas com malwares. Com base nos estudos realizados por seus pesquisadores, a McAfee calculou o percentual de risco geral de cada jogador que, no caso do “campeão” Cristiano Ronaldo, ficou em 3,76%.

Confira a lista completa divulgada pela companhia:

  • 1º — Cristiano Ronaldo (Portugal) — 3,76% de risco
  • 2º — Lionel Messi (Argentina) — 3,72% de risco
  • 3º — Iker Cassilas (Espanha) — 3,34% de risco
  • 4º — Neymar (Brasil) — 3,14% de risco
  • 5º — Karim Ziani (Argélia) — 3% de risco
  • 6º — Karim Benzema (França) — 2,97% de risco
  • 7º — Paulinho (Brasil) — 2,81% de risco
  • 8º — Edinson Cavani (Uruguai) — 2,67% de risco
  • 9º — Fernando Torres (Espanha) — 2,65% de risco
  • 10º — Eden Hazard (Bélgica) — 2,5% de risco
  • 11º — Gerard Piqué (Espanha) — 2,45% de risco

Cupons de desconto TecMundo: