(Fonte da imagem: Reprodução/CBS News)

Já se passaram mais de dez dias desde o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines. Com 26 países colaborando nas buscas por qualquer sinal que seja possível, ainda há muito mistério envolvendo o caso e isso desperta muita curiosidade por parte de todas as pessoas. E quem sabe muito bem disso são os “scammers”, que estão criando falsos links sobre o voo para atrair vítimas para golpes virtuais.

No Facebook e no Twitter, diversos links falsos para vídeos e notícias começam a circular. Segundo os analistas da Malwarebytes, as principais iscas são links para supostos vídeos que mostrariam o resgate de 50 passageiros do avião da Malaysia Airlines, depois de ele ter sido encontrado no oceano. Em diversos casos foram usadas fotografias de outros acidentes aéreos para a criação das iscas.

Os analistas relembram que é bem comum ver casos em que os usuários do Facebook são atraídos por supostos vídeos chocantes e os criadores dos malwares sabem disso. Depois de clicar sobre os falsos links, uma série de informações pode ser roubada pelos crackers e isso acontece tanto por meios diretos de roubo quanto por formulários que os próprios usuários preenchem.

Para o CBS News, os engenheiros de segurança do Facebook afirmam que todos os links para phishing e outras tentativas de golpes que envolvem o caso do voo da Malaysia Airlines estão sendo retirados do ar com a maior rapidez possível. O Tecmundo deixa um alerta: se você quiser saber sobre o caso, procure os sites de notícias de sua confiança e não clique sobre links suspeitos no Facebook.

Cupons de desconto TecMundo: