(Fonte da imagem: Tommaso Gecchelin)

Enquanto permanecem as dúvidas quanto aos novos recursos planejados para a próxima atualização do MacBook, o designer Tommaso Gecchelin decidiu olhar para o futuro e imaginar como seria o notebook da Apple em 2020. O aparelho parece saído da ficção científica, abandonando praticamente todas as semelhanças com os notebooks vendidos atualmente.

O uso de materiais que abusam da nanotecnologia permitem que o aparelho seja encolhido até o tamanho de um iPod, tornando o processo de transporte muito mais prático. O dispositivo é construído a partir de várias camadas de um material futurista, cada uma com uma função específica.

Tecnologia saída da ficção

A energia do aparelho é fornecida por uma camada fotovoltaica com espessura de poucos nanômetros, cujo tempo de vida é tecnicamente infinito. Em vez de um teclado convencional ou telas sensíveis ao toque, notebook possui uma camada que projeta ondas ultrassônicas responsáveis por dar a resposta tátil às ações do usuário.

Em vez de telas OLED de alta resolução com tecnologia tridimensional, o designer optou por fazer com que as imagens da versão 2020 do MacBook literalmente brotem da tela. Toda a superfície do aparelho age como uma câmera especial, que capta imagens do mundo ao redor e as transmite para uma camada responsável pela geração de projeções tridimensionais realistas.

O resultado, que parece saído de um episódio de Star Trek, promete facilitar o trabalho de navegar pela internet, além de revolucionar a maneira de interagir com jogos. Toda a comunicação entre o notebook e seus periféricos é feita sem o auxílio de cabos, com velocidades que tornam a transferência de dados um processo praticamente imediato.

A única informação que o designer não especificou sobre o surpreendente MacBook 2020 é o preço que seria cobrado por toda esta tecnologia. Ao menos se depender da atual geração do aparelho, não devem ser muitos os que terão recursos o suficiente para adquirir o produto em um primeiro momento.

Cupons de desconto TecMundo: