A Anatel suspendeu a homologação do Lumia 950 XL no Brasil na última quinta-feira (22), e, teoricamente, o dispositivo que nunca foi lançado oficialmente no mercado nacional não poderia mais ser vendido por aqui. Contudo, parece que a Americanas, a Shoptime e a PagDepois não estão nem aí para isso e resolveram colocá-lo à venda.

Não há informações oficiais por parte da Microsoft, mas parece que a homologação do 950 XL venceu, uma vez que as fabricantes de eletrônicos como smartphones e outros aparelhos da “Categoria 1” da Anatel precisam requerer a renovação de suas homologações anualmente. Como isso não teria acontecido por parte da Microsoft, a agência simplesmente suspendeu o certificado do aparelho em questão.

Se a Microsoft não enviar a documentação necessária em até 180 dias, a suspensão se tornará cancelamento, e o aparelho teria que passar por um novo processo de homologação caso ainda fosse vendido. Algo que a Microsoft não deve estar disposta a fazer, já que o smartphone foi lançado globalmente há cerca de um ano e, mesmo com aprovação da Anatel, nunca chegou ao nosso mercado oficialmente.

Intermediárias

Vale destacar que a Americanas e a ShopTime estão agindo apenas como intermediárias para a PagDepois vender o Lumia 950 XL através delas. Portanto, é possível que apenas essa loja tenha estoque do dispositivo para vender. Não sabemos também que tipo de penalização a varejista e a Microsoft Brasil podem sofrer por venderem ilegalmente um produto no mercado nacional.

Americanas e ShopTime estão agindo apenas como intermediárias para a PagDepois vender o Lumia 950 XL

Na ShopTime e na Americanas, o smartphone em questão custa R$ 2.657, enquanto na própria PagDepois ele sai por R$ 2.390,97 no pagamento em uma vez. Se você é fã do Windows Mobile e esteve esperando até agora o lançamento do dispositivo, temos que avisá-lo que pode ser uma má ideia comprar o aparelho. Ele já tem um ano de lançamento e pode acabar não tendo suporte no Brasil, já que a Microsoft não lançou mais modelos no mercado nos últimos meses.

Fala-se também sobre o fato de a empresa estar estudando demitir 1.850 funcionários da sua divisão de hardware, sendo a imensa maioria do setor mobile. Com isso, a fabricante poderia descontinuar a divisão Lumia, segundo rumores recentes.

O que disse a Microsoft

Entramos em contato com a Microsoft para esclarecer a situação, e a empresa não comentou sobre a questão da homologação suspensa. Entretanto, a companhia afirmou que nunca lançou o 950 XL no país e que a responsabilidade por tal ato é da varejista que está fazendo a venda. Confira o comunicado na íntegra.

A Microsoft Brasil esclarece que não lançou no Brasil o celular Lumia modelo 950 XL e também não autorizou a distribuição deste produto no país. O lançamento de tal produto é de responsabilidade exclusiva do varejista que vem ofertando o dispositivo. Conforme divulgado pelo CEO da Microsoft, Satya Nadella, em julho do ano passado, a Microsoft redefiniu sua estratégia no negócio de smartphones para permitir que tenhamos um negócio de dispositivos móveis mais eficaz e focado, enquanto mantemos capacidade para uma reinvenção de longo prazo em mobilidade.

Cupons de desconto TecMundo: