A Logitech é conhecida mundialmente por conta da qualidade das peças de hardware que fabrica, entre teclados, caixas de som e até volantes para computador. Porém, é quando tocamos no assunto mouse que a empresa faz brilhar os olhos dos gamers ou simplesmente das pessoas aficionadas pelo periférico. Com um histórico de peças icônicas e extremamente duradouras na categoria – olá, MX510 –, a companhia revelou nesta quarta-feira (24) o seu novo top de linha entre os dispositivos sem fio: o mouse MX Master.

Para divulgar sua nova criação, a Logitech não perdeu tempo e publicou em seu canal do YouTube um vídeo que é uma verdadeira obra de arte, dando uma geral pel o processo de criação do MX Master. Não é à toa que o clipe esbanja elegância, já que revela a maneira como os designers da casa pensam na forma do produto, mostra a versão inicial impressa em 3D e o trabalho dos engenheiros em acomodar o hardware dentro da bela casca. Em determinado momento dá para esquecer que se trata de um mouse, até ouvir o barulho dos cliques.

Apesar da dedicação ao visual, o mouse oferece uma série de recursos interessantes e pretende ficar na mesa dos consumidores por um bom tempo. Ele pode ser pareado com até três dispositivos de uma só vez, graças à sua conexão Bluetooth, fazendo dele uma boa escolha para controlar tanto o seu PC principal como o computador ligado à TV da sala e seu notebook, por exemplo. Novas funcionalidades e combinações de botões no periférico devem agradar até quem está acostumado com trackpads.

O scroll posicionado na região do dedão pode agir como um deslize duplo dos dedos, algo bastante útil para quem usa o sistema operacional da Apple. Além disso um outro botão posicionado um pouco mais abaixo ativa o recurso de gestos quando pressionado, abrindo toda uma nova gama de controles sobre o computador – com tudo podendo ser modificado pelo usuário no software que acompanha o MX Master. O verdadeiro astro do mouse, porém, é o scroll frontal, que, apesar de parecer comum, oferece uma nova experiência de navegação.

Deslizando à vontade

Ainda que o recurso tenha sido testado sem muito sucesso em uma encarnação anterior do produto – lançada em 2006 –, o scroll com velocidade adaptável parece ter caído como uma luva no MX Master. Se você deslizar o dedo devagar na peça, por exemplo, ela faz o clique característico e passa o conteúdo linha por linha na tela. Ao mesmo tempo, se você escolher descer furiosamente a rodinha – como se não houvesse amanhã –, a restrição mecânica some e a rolagem ocorre de forma extremamente suave e rápida.

Como se isso não fosse o bastante, o sensor implementado pela Logitech usa a tecnologia Darkfield de lasers, que não emana brilho, fazendo com que o mouse possa ser usado em superfícies reflexivas sem nenhum tipo de problema, inclusive em mesas de vidro. A empresa também diz que a bateria – não-removível – do produto não deve deixar o consumidor na mão, uma vez que dura cerca de 40 horas.

Com a carga zerada, basta conectar o cabo microUSB por meros 60 segundos para poder usufruir do hardware por uma hora – já que é possível utilizar o mouse normalmente enquanto ele recarrega. O MX Master já está disponível nas lojas dos EUA por US$ 99 – cerca de R$ 310 –, ainda sem previsão de chegar ao Brasil. A notícia ruim fica por conta da total falta de suporte aos canhotos, algo – infelizmente – corriqueiro em qualquer mouse que resolva ousar mais no quesito design.

Cupons de desconto TecMundo: