Conhecida pela qualidade de seus periféricos, a Logitech quer atingir o público fã do gênero Multiplayer Online Battle Arena (MOBA) com o mouse G302 Daedalus Prime. Para isso, a fabricante aposta em um design simples com botões com respostas apuradas que garantem que você não vai perder nenhum clique durante os momentos mais intensos de uma partida.

Entre os atrativos do dispositivo estão um sistema de perfis pré-configurados para alguns dos principais títulos do mercado e sua memória interna capaz de armazenar seus ajustes favoritos. Infelizmente, algumas limitações e escolhas de design fazem com que ele não seja uma opção compatível com todos os tipos de usuários.

Design

O Daedalus Prime adota um design bastante simples que se mostra compatível com a maioria dos MOBAs do mercado — afinal, o gênero não é conhecido por exigir uma combinação de muitas teclas. Além dos botões direito e esquerdo com tamanho considerável, o mouse possui um botão dedicado a trocar entre diferentes níveis de sensibilidade, uma roda de navegação que pode ser clicada e dois botões na lateral esquerda.

O sistema de iluminação pode ser ajustado por software

A decisão por concentrar botões em somente uma das laterais é um tanto estranha quando levamos em consideração que o corpo do aparelho possui características ambidestras. Em outras palavras, quem é canhoto até pode aproveitar o dispositivo, mas vai ter dificuldades em explorar tudo o que ele tem a oferecer.

Apresentando dimensões compactas, o mouse não tem espaço suficiente para que você apoie totalmente a palma da mão sobre ele. Disso decorre uma de suas limitações: o Daedalus é confortável para quem segura dispositivos da categoria fazendo uma “garra” com as mãos (pegada conhecida como “claw”) ou quem somente usa as pontas do dedo para isso (“fingertip”), mas não é exatamente ideal para quem costuma usar as palmas como base de apoio.

O formato não se adapta bem a todos os tipos de pegada

Nossos testes mostraram que o dispositivo pode oscilar um pouco caso o usuário apoie a palma da mão em sua parte traseira. Embora esse seja um problema menor que pode ser corrigido mediante certa atenção, o gadget não é exatamente a opção mais adequada a quem costuma segurar o mouse dessa maneira.

Para completar, o G302 conta com um sistema de iluminação configurável que, por padrão, produz um efeito de “respiração” bastante atraente graças à sua parte traseira transparente. Através do software de configuração, o usuário pode eliminar esse efeito ou ajustar a velocidade de seu funcionamento — no entanto, não é possível alterar a cor azul oferecida pela fabricante.

Software

Embora não seja essencial para usar o Daedalus Prime corretamente, o software de configuração oferecido pela Logitech oferece alguns recursos interessantes. Entre eles está a já citada capacidade de mudar o comportamento do sistema de iluminação e a possibilidade de alterar a sensibilidade do mouse.

É possível configurar até cinco DPIs diferentes (com valores que vão de 240 a 4 mil) que podem ser alternados pressionando o botão central dedicado a essa função. Embora seja possível atribuir teclas específicas do mouse aos botões laterais e à roda de navegação, essa opção não está disponível para os dois botões principais, cujas funções só podem ser espelhadas para facilitar a vida de usuários canhotos.

O software permite mudar a taxa de interpolação do dispositivo (a quantidade de vezes por segundo que ele se comunica com o PC) e configurar macros (sequências específicas de comandos). Também há a possibilidade de criar diversos perfis associados a jogos e aplicativos específicos, mas isso só acontece quando você escolhe usar as informações guardadas no computador.

Por fim, o software oferece a opção de criar “mapas de calor” que mostram a maneira como você está usando o periférico. Esse recurso é particularmente interessante para jogadores que se dedicam a um game específico e querem entender seu próprio comportamento para poder aprimorá-lo em partidas futuras.

Desempenho

Seja para jogar ou realizar outras atividades no PC, o Daedalus Prime se mostrou um mouse bastante completo — contanto que você goste de seu design mais simples. Os botões respondem a comandos de forma bastante rápida e sem nenhum “ghosting” evidente, o que é ótimo para games que exigem diversos cliques por segundo, como MOBAs e títulos de estratégia em tempo real (StarCraft II, por exemplo).

Os botões laterais chamaram positivamente a atenção em nossos testes, tanto pelo seu posicionamento quanto por suas respostas rápidas. Embora não exijam muita força para serem acionados, eles dificilmente vão ser apertados por acidente quando você estiver ajustando o dedo opositor para obter uma pegada mais confortável.

Os botões direito e esquerdo apresentam uma ótima resposta

O mouse pode ser um tanto problemático para quem usa a palma da mão como principal forma de apoio. Nesse caso, seu formato um tanto oval pode fazer com que ele oscile um pouco nos momentos em que ele é mais exigido, o que diminui um pouco a sensação de que estamos no controle da ação.

O tamanho compacto permite realizar movimentos bastante precisos e ter controle total

No entanto, esse problema não surge quando optamos por usar as pontas dos dedos ou a mão em um formato de “garra” para controlar o acessório. Nesses contextos, o tamanho compacto permite realizar movimentos bastante precisos e ter controle total do dispositivo, algo essencial em um gênero como o MOBA, no qual clicar no momento certo sobre um adversário ou ponto do mapa pode determinar uma vitória.

Apresentando um sensor eficiente — que funciona igualmente bem colocado sobre a superfície de uma mesa sobre um mousepad —, o gadget oferece uma experiência de uso prazerosa para qualquer tipo de atividade, não se limitando somente aos MOBAs. Os únicos que podem se sentir insatisfeitos com os aparelhos são os fãs de MMOs, que contam com opções mais especializadas disponíveis no mercado.

Vale a pena?

O mouse G302 Deadalus Prime se trata de mais um produto bem construído desenvolvido pela Logitech, mas definitivamente não foi feito para todos os tipos de pessoa. O design adotado pela fabricante divide opiniões: enquanto alguns gostam da pegada mais precisa que ele oferece para quem usa o estilo “claw” ou as pontas do dedo, o produto não se mostra tão confortável para quem costuma tuilizar a palma da mão como ponto central de apoio.

Caso o formato do gadget não seja um empecilho para você, ele oferece uma ótima experiência de uso, seja para MOBAs ou games de qualquer outro gênero. Felizmente, o uso do dispositivo não se limita a games e ele se prova uma boa opção para a realização de qualquer tipo de atividade diária.

Embora o mouse em si não vá ser suficiente para aprimorar suas táticas em nenhum jogo (somente dedicação e tempo são capazes de fazer isso), ele é uma boa aquisição para quem pretende contar com um equipamento bem construído. No entanto, pode ser uma boa ideia realizar ao menos um teste de “pegada” antes de investir em uma aquisição — com preço médio de R$ 170, ele tem uma ótima relação entre custo e benefício.

...

O mouse G302 Daedalus Prime foi cedido por empréstimo pela loja Cissa Magazine para a realização desta análise.

E você, o que pensa sobre o mouse especializado em MOBAs da Logitech? Acredita que vale a pena fazer o investimento financeiro necessário? Compartilha sua opinião em nossa seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: