Parte da linha de entrada da Logitech, o mouse G300s oferece uma experiência ambidestra àqueles que não querem pagar muito por um produto de qualidade. Contando com 9 botões com funções programáveis, o gadget trabalha com sensibilidade máxima de 2.500 DPI — valor suficiente para a maioria das tarefas diárias, mas que pode decepcionar alguns jogadores.

Pelo preço médio de R$ 150, o acessório oferece muito do que se espera de uma boa opção da categoria. Além de contar com botões responsivos e com um “clique” agradável, as borrachas laterais garantem uma boa “pegada” e o acabamento emborrachado na parte inferior impede que o mouse escorregue em momentos mais intensos.

Após passar uma semana usando o dispositivo para tarefas relacionadas ao trabalho e para alguns jogos — Overwatch e Dinivity: Original Sin —, fico satisfeito com os recursos que ele oferece. No entanto, algumas opções de design impedem que o produto possa ser recomendado a todos os tipos de consumidores.

Design

O Logitech G300s tem design ambidestro, o que significa que, visto a partir de seu centro, suas duas metades são totalmente simétricas. Isso permite que tanto destros quanto canhotos tenham a mesma “pegada” e acionem as funções oferecidas sem ter que fazer nenhum sacrifico no ponto de vista do conforto.

Em compensação, essa decisão da fabricante faz com que o produto não tenha algumas das conveniências esperadas em dispositivos voltados a um público específico. Ou seja, não espere encontrar aqui um gadget que se adapte de maneira natural às curvas de sua mão ou que tenha uma área dedicada ao descanso de seu dedo opositor.

A parte superior do G300s concentra os 9 botões,  que são espalhados de forma uniforme por sua superfície — a roda central conta como um deles. A maneira como eles estão dispostos é inteligente, e a Logitech priorizou os botões esquerdo e direito tradicionais, que apresentam um tamanho grande em relação às demais opções oferecidas.

O dispositivo possui duas faixas de LED que se acendem quando você o conecta em um computador. Oferecendo um sistema de cores personalizado, esse recurso serve tanto como um chamativo visual quanto um indicativo das configurações que estão sendo usadas — cada tom pode ser atribuído a um conjunto específico de ações.

O dispositivo possui duas faixas de LED que se acendem

A parte inferior do G300s tem acabamento na cor azul claro, mas essa não é a características que mais chama a atenção. Ao contrário do que acontece em outros mouses, o sensor óptico não está localizado em uma posição central, surgindo ligeiramente deslocado para a direita — algo necessário para a inclusão do sistema de LEDs.

O dispositivo funciona exclusivamente através do cabo USB não removível e possui borrachas em suas laterais que ajudam a realizar movimentos mais precisos.  O tamanho é bastante compacto, o que pode gerar algumas dificuldades de uso para quem possui mãos grandes.

Software

Assim como acontece com outros mouses da Logitech, o G300s trabalha tanto com perfis armazenados em seu computador quanto com uma configuração que fica guardada em sua memória interna. Os detalhes de ambas as opções podem ser modificados mediante a instalação do software oferecido de forma gratuita pela fabricante.

O acessório funciona com um total de três modos, cada um associado a uma cor de LED (são oito as opções disponíveis ) diferente, que podem ser acessados mediante o pressionamento de um botão destinado a realizar essa transição. Você pode mudar livremente as ações realizadas por pelos mecanismos existentes, seja fazendo com que eles atuem como botões do teclado ou até mesmo como verdadeiros blocos de texto, entre outras opções.

Também é possível configurar quatro níveis de sensibilidade e alternar entre eles mediante o uso de um botão dedicado e acionar o modo “Heatmap”. Quando essa alternativa é ativada, o software vai passar a analisar seus padrões de movimentos e cliques, indicando quais são os comandos do mouse que você mais costuma acionar — algo ótimo para medir seu comportamento em jogos, por exemplo.

Desempenho

O desempenho oferecido pelo Logitech G300s não decepciona, especialmente se levarmos em consideração que estamos lidando com um modelo de entrada. Oferecendo uma construção sólida, o mouse possui botões responsivos e que não exigem muita força para serem ativados — isso ao mesmo tempo em que eles possuem resistência suficiente para que você possa repousar os dedos sobre eles com relativa segurança.

A decisão por um visual simétrico traz a possibilidade de que tantos canhotos quanto destros usem o produto sem nenhum sacrifício. O contraponto é o fato de que isso faz com que nem sempre seja fácil acessar todos os botões do gadget, visto que a maneira como ele é segurado não respeita a curvatura natural das mãos.

No entanto, o aspecto que mais deve dividir opiniões é o tamanho do acessório. Caso você tenha mãos grandes, vai ter dificuldades em lidar com o gadget caso costume usar sua palma como ponto de apoio (a pegada conhecida como “palm”). Esse incômodo só desaparece caso o usuário use as pontas do dedo (fingertip) ou faça uma garra (claw) com a mão para controlar os movimentos realizados.

Isso não significa que o mouse é uma opção ruim, mas sim que ela não é adequada a todos os tipos de usuários. Da mesma forma, o peso relativamente leve favorece a velocidade de movimentos, mas pode incomodar um pouco quem procura uma solução que favorece um controle mais preciso.

Vale a pena?

O Logitech G300s é uma ótima opção para quem busca por um mouse de qualidade com design ambidestro e tamanho compacto. É difícil encontrar o que reclamar sobre o produto, que, dentro de seus limites, apresenta um ótimo desempenho e resistência — pela mesma faixa de preço, R$ 150, é difícil encontrar alternativa com qualidade semelhante.

Dessa forma, os “pontos negativos” devem ser encarados mais como avisos para quem deseja adquirir o gadget. Além de ele não ser muito indicado para mãos grandes (ou para quem tem a pegada “palm”), o peso relativamente leve pode se mostrar inadequado para quem gosta de aparelhos mais robustos.

Caso esses fatores não sejam impeditivos para você, é difícil se decepcionar pelo que o dispositivo tem a oferecer. Embora ele não seja a opção mais completa do mercado no que diz respeito a seu sensor ou à sua quantidade de botões, ele funciona bem tanto para a realização de tarefas diárias quanto para aproveitar diferentes estilos de jogos para o PC.

Cupons de desconto TecMundo: