Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Unreal Engine)

Em outubro do ano passado, a Epic Games anunciou que estava adaptando o seu motor gráfico Unreal Engine 3 para a plataforma focada na web da Adobe, o Flash. Em teoria, tal migração permite que os jogos para navegadores alcancem ou até superem a qualidade encontrada em consoles como o Xbox 360 e o Playstation 3.

Contudo, um infortúnio desanimou os usuários do Linux: o Flash não tinha suporte para conteúdos 3D com aceleração de hardware e renderização nesse sistema operacional. Com isso, aqueles que utilizavam o SO do pinguim acabaram ficando de fora da nova experiência gráfica para games online.

Segundo o site Phoronix, com o anúncio feito pela Adobe no início deste ano de que abandonaria o desenvolvimento do Flash para Linux, muitos adeptos do sistema livre perderam completamente as esperanças de ver o Unreal Engine 3 rodando em seus browsers.

Todavia, esse cenário mudou graças a Google. A gigante de Mountain View decidiu manter o Flash na versão do Chrome para Linux e ainda implementou o suporte para o Stage 3D – a API do Flash responsável pela reprodução de conteúdos tridimensionais.

Porém, é válido ressaltar que esse recurso não está ativado como padrão no navegador da Google. Neste fórum, você pode conferir uma breve explicação de como proceder para acionar esse mecanismo. Clique aqui para conferir uma apresentação interativa do Epic CItadel executando o Unreal Engine 3 diretamente no navegador, na qual você poderá caminhar pela cidade medieval.

Fontes: Phoronix, Unreal Engine

Cupons de desconto TecMundo: