Parece que a Lenovo e o Linux definitivamente não se entendem. Algumas máquinas novas da marca chinesa, como as variantes do Yoga 710 e o Yoga 900, não estão permitindo que o Linux seja instalado. O sistema destaca que os SSDs utilizam um modo RAID que o Linux não entende.

Mas a pior parte está na reação da Lenovo às reclamações dos usuários em fóruns oficiais da empresa discutindo o assunto: a companhia simplesmente fechou os tópicos da discussão. Um representante da marca postou um comentário no site da Best Buy, uma das maiores redes de varejo dos EUA, afirmando que as máquinas estão “travadas em função de um acordo com a Microsoft”. Péssima notícia para quem deseja adquirir uma dessas edições “Signature” e pensa em mudar o sistema operacional.

Apesar desse cenário, a Lenovo diz que “não bloqueia intencionalmente” o Linux ou outros sistemas operacionais em seus computadores e que a compatibilidade com o pinguim é uma questão de atualizar o sistema kernel e os drivers para que eles reconheçam a configuração SSD RAID.

O que a Lenovo disse em declaração:

“Como a companhia número de 1 de PC no mundo, continuamos a buscar trazer valor aos usuários e criar formas inovadoras do Yoga. Nossos consumidores são especificamente designados para o Windows 10. O Yoga 900 / 900s são maximizados para o sistema operacional”, afirma a companhia chinesa.

Linux vs. Windows

O que a Microsoft tem a dizer sobre o assunto:

A Microsoft, por sua vez, adotou um posicionamento mais neutro: “A Lenovo recentemente adotou o RAID em SSDs em certas configurações de produtos, o que requer etapas adicionais para suportar todos os recursos do sistema. Mais informações podem ser encontradas na página de suporte”, esclareceu a empresa de Bill Gates.

O que você acha disso? Inflexibilidade da Lenovo ou alguma má vontade da Microsoft? Ou as duas coisas? Opine na seção destinada aos comentários, logo adiante.

Cupons de desconto TecMundo: