Por mais útil que seja receber emails para saber o que seus contatos estão fazendo no LinkedIn, não há como negar que a rede social acaba passando um pouco do ponto para muita gente. De fato, isso chega ao ponto de que muitos preferem simplesmente desativar o envio dessas notificações como um todo a receber tantos avisos. Bem, parece que eles finalmente entenderam o recado, depois de tantos anos de reclamações.

Assim, se você usa essa rede social com frequência, já pode comemorar: através de um post oficial no blog do LinkedIn, Aatif Awan (diretor sênior de gerenciamento de produto para crescimento e ciclo de vida da empresa) avisou que passaremos a receber menos emails da rede social. Para tal, uma série de mudanças está sendo aplicada ao serviço.

Duas delas, aliás, já estão em funcionamento. A primeira delas é o envio de uma única lista semanal com os convites feitos a você por outras pessoas, enquanto a segunda consiste em juntar todas as atualizações de um mesmo grupo em um só email. Ou seja: como já é feito por diversos serviços e redes sociais, o LinkedIn agora resume tudo que envolve um mesmo assunto em uma mensagem, no lugar de mandar vários avisos separadamente.

Cortes ainda estão por vir

A diferença resultante dessas duas diferenças é grande: de cada 10 emails antes enviados pelo LinkedIn, quatro deles – praticamente metade dos números originais – foram removidos. Segundo Awan, de fato, a melhoria já é perceptível, fazendo com que as reclamações do público diminuam pela metade.

Mesmo que seja um passo e tanto, isso ainda quer dizer que mais da metade dos emails enviados anteriormente continuam surgindo, o que deve continuar gerando muita insatisfação. Felizmente, como essas não são as únicas medidas que devem ser tomadas, a situação deve ficar ainda melhor em um futuro não muito distante; torçamos aliás, que toda a interface receba um retoque, já que até o co-fundador do LinkedIn admite que o público costuma achar a rede social confusa.

Cupons de desconto TecMundo: