A LG planeja investir US$ 3,5 bilhões em uma nova fábrica de telas OLED. Aproveitando o boom dessa tecnologia, a companhia se prepara para brigar com mais força em um setor com bastante potencial de crescimento, mas dominado pela Samsung, que atualmente detém 95% de toda a produção desse tipo de painel no mundo.

Segundo fontes ligadas ao site sul-coreano The Investor, o aporte financeiro da LG permitiria à empresa alcançar “apenas” 50% da produção da rival Samsung — o que também dá uma ideia mais clara sobre o peso da fabricante do Galaxy S8 nesse mercado. A publicação garante que, inicialmente, os planos da LG incluíam apenas produzir telas OLED para televisões, mas a companhia mudou de ideia e agora pretende passar a oferecer os seus préstimos também para outras fabricantes de smartphones.

A nova fábrica da LG, a terceira da empresa dedicada a esse tipo de painel, será localizada na cidade de Paju, na China, e ficará pronta no segundo trimestre de 2018. A conclusão da nova planta de produção deve permitir um aumento de 60 mil unidades por mês na produção de OLEDs por parte da LG, com os painéis chegando ao mercado apenas em 2019.

Dando sequência aos planos de expansão, a LG pretende para 2019 um total de 120 mil telas OLED por mês, alcançando assim a metade da produção mensal da Samsung.

Mercado em expansão

Vale lembrar que a Samsung fechou um acordo de US$ 4,3 bilhões com a Apple em fevereiro deste ano para o fornecimento de telas OLED para os próximos smartphones da companhia, um exemplo do potencial de retorno dos investimentos da LG. Se esses planos derem certo, é bem provável que a companhia consiga na produção de painéis OLED algo que não conseguiu no mundo dos smartphones: rivalizar de perto com a Samsung.

Cupons de desconto TecMundo: