Anunciado oficialmente em junho deste ano, o LG Minibeam Nano é um projetor compacto voltado a consumidores que costumam realizar apresentações diversas e necessitam de um dispositivo de reprodução gráfica que possa ser levado na mochila.

Capaz de projetar uma tela de até 100 polegadas, este aparelho é ideal para pequenas reuniões ou apresentações em sala de aula. Ele vem com uma bateria interna capaz de reproduzir cerca de 2 horas de vídeo.

O Minibeam Nano tem conexão HDMI, porta USB e caixa de som embutida. Ele ainda vem com controle remoto para facilitar suas apresentações e tem compatibilidade com o pacote Office, de modo que você nem precisa conectar o PC para exibir os slides. Será que este miniprojetor pode ser sua nova ferramenta de trabalho?

Especificações

Pequeno, leve e bonito

A LG caprichou no design do seu novo projetor portátil. O produto é muito pequeno, mas, diferente de modelos concorrentes, consegue acomodar todos os componentes em uma carcaça com curvas suaves, que evitam a cara de eletrônico, dando um visual mais orgânico ao aparelho. Detalhe importante: ele pesa apenas 270 gramas.

A inserção de furos estratégicos para ajudar na refrigeração das peças internas também foi planejada com cautela, garantindo uma identidade única ao dispositivo. Os buracos de ventilação foram adicionados em todas as laterais, de modo que o visual é bem harmônico, mas muito inteligente do ponto de vista da funcionalidade.

As conexões ficam na parte traseira, o ajuste de foco na lateral esquerda e a entrada de energia na lateral direita. No topo, há somente um botão para navegação e o logotipo da LG. A lâmpada, que fica posicionada na frente, não tem proteção, mas isso não deve ser grande problema, já que ela é bem pequena e dificilmente sofrerá escoriações.

Sinceramente, a única coisa que faltou no Minibeam Nano foi um ajuste de altura, já que é bem complicado conseguir uma superfície que garanta bom posicionamento do aparelho e resulte em uma projeção na direção correta da tela. Este projetor é compatível com tripé, mas infelizmente é preciso adquirir tal componente separadamente. É mais provável que as pessoas acabem usando livros e outros objetos como apoio.

Regulagens simplificadas

A navegação pelos menus e opções do novo projetor portátil da LG é realizada através de um manípulo que serve tanto para alternar entre as configurações quanto para confirmar as alterações. Este componente móvel pode ser pressionado, de modo que ele serve para controlar quaisquer funções, inclusive durante a reprodução de vídeo.

Aliás, falando em opções, as configurações deste projetor são bem fáceis de entender e há regulagens para quase todos os tipos de aspectos do produto. É possível ajustar itens relativos a qualidade de imagem, reprodução de áudio, conectividade wireless e outras tantas funções.

Todos esses ajustes também podem ser feitos com o uso do controle remoto que acompanha o aparelho. O dispositivo é compacto e traz vários botões dedicados a determinadas funcionalidades. Com o controle, você pode mudar de slide rapidamente, ajustar o volume, alternar a entrada, mudar a proporção da imagem e realizar outras tarefas com rapidez.

Conexão USB e áudio

Um aspecto interessante deste projetor é sua capacidade de conectividade com vários dispositivos. Além da tradicional porta HDMI, que garante compatibilidade com os principais notebooks e consoles da atualidade, o Minibeam Nano conta com uma porta USB, que possibilita reproduzir filmes, imagens e apresentações (incluindo arquivos Office) sem a necessidade de um computador.

A reprodução de vídeos é um dos grandes destaques. Testamos vídeos de diferentes formatos com codecs dos mais variados tipos e não tivemos quaisquer problemas de compatibilidade. O Minibeam Nano toca os arquivos com rapidez e apresenta ótima qualidade de imagem. Ele ainda é capaz de carregar legendas externas — inclusive, há ajustes de tamanho de fonte.

O alto-falante mono que acompanha o produto é bem simples e serve apenas para evitar que você fique sem ter a parte sonora durante suas apresentações. Com potência de 1 watt, o dispositivo sonoro não é aconselhável para reprodução de filmes ou músicas, já que sua capacidade é bem limitada.

Na hora de rodar longa-metragens, o alto-falante acaba deixando a desejar principalmente em cenas em que os sons ficam extremamente baixos. Obviamente, uma caixinha portátil ou alto-falantes ligados à tomada já resolvem o problema. Apesar das limitações, gostamos que a LG incluiu tal componente, dando versatilidade ao projetor.

Boa qualidade de imagem

Em nossos testes, o LG Minibeam Nano conseguiu projetar uma tela de quase 80 polegadas, mantendo bom nível de brilho e ótima resolução. Nós posicionamos o projetor a pouco mais de 2 metros de distância da parede e, ao sentar a cerca de três metros da projeção, tivemos a impressão de que estávamos vendo um filme em alta definição.

A iluminação decai consideravelmente em distâncias próximas dos 3 metros, algo que se deve às limitações de capacidade da lâmpada instalada neste projetor. Com especificação de 100 lumens, este projetor se mostra útil principalmente para ambientes escuros, mas não é recomendado em salas em que a iluminação atrapalha a reprodução do vídeo.

Durante nossas verificações, os melhores resultados com este projetor foram em distancias de 1 a 2 metros, quando verificamos que a definição das imagens é mais nítida e a iluminação da lâmpada é suficiente para garantir bons níveis de brilho e contraste. Dessa forma, o novo produto da LG se mostra eficiente em várias situações, mas se apresenta mais útil em ambientes menores.

Conforme comentamos, as configurações do Minibeam Nano são bem diversificadas e garantem controle de quase todos os recursos do produto. No que diz respeito às opções de reprodução de imagem, o aparelho conta com variados modos (Cinema, Esportes, Vivo e Padrão) para você trabalhar com diferentes tipos de conteúdo.

Uma coisa muito interessante deste modelo é a correção automática de formato. Normalmente, dependendo do posicionamento do aparelho, a imagem projetada acaba assumindo a forma de um trapézio, estragando completamente a apresentação, o que é prejudicial tanto para entretenimento quanto para fins profissionais.

O LG Minibeam Nano não sofre desse mal, já que vem com ajustes descomplicados que evitam o formato trapézio. Depois que você posicionou o dispositivo no devido local, o software embarcado no projetor vai ajustar automaticamente o formato e tentar deixar a imagem em forma retangular.

Bateria e refrigeração

Apesar de ser bem pequeno, o LG Minibeam Nano já vem com bateria interna, o que é uma praticidade para quem necessita realizar apresentações em locais em que não há uma tomada de fácil acesso. Segundo a fabricante, a bateria é capaz de oferecer até duras horas de reprodução contínua.

Em nossos testes, usando o modo Energy Saving no máximo, conseguimos reproduzir um filme completo, com duração total de 1 hora e 30 minutos, o que se aproxima muito do valor informado pela fabricante. Considerando que o componente de energia aqui serve apenas para casos específicos, a autonomia é consideravelmente boa.

O nível de bateria é indicado através de um ícone de três frações, que indica se a carga está completa, pela metade ou acabando. Não é exatamente o melhor sistema de controle, mas é um indicativo que serve para ter uma noção do tempo restante de bateria. A recarga depende muito da porcentagem de energia restante, mas duas horas devem ser mais do que suficientes para reabastecer a bateria.

Bom, quanto ao aquecimento, mesmo após 2 horas de vídeo, a temperatura do aparelho não passou dos 46 °C. Vale notar que o calor se concentra muito mais na parte inferior, de modo que você não precisa se preocupar na hora de mexer no produto, já que o manuseio é geralmente feito pelas laterais.

A refrigeração do Minibeam Nano é realizada através de um pequeno ventilador que fica acomodado na lateral. Ele produz um ruído mínimo e não chega a atrapalhar as apresentações, mas é um barulho que compete com o som do alto-falante.

Novamente, vale ressaltar que o áudio deste projetor é apenas para “quebrar um galho”. Então, aos que desejam uma experiência realmente satisfatória, pode ser interessante conectar caixas de som externas na saída de fones do projetor.

Vale a pena?

O LG Minibeam Nano é um produto bonito, leve e versátil, que vem a calhar para estudantes, professores e profissionais que necessitam fazer muitas apresentações, mas não querem carregar um projetor pesado de um lado para o outro.

O modelo se apresentou muito útil em ambientes pequenos, com capacidade de iluminação suficiente para apresentações em locais mais escuros. As limitações do produto inviabilizam definição elevada em longas distâncias, mas este projetor deve ser uma opção considerável para reuniões rápidas. Uma pena que ele não vem com ajuste de altura ou tripé.

Ficamos satisfeitos com as capacidades de reprodução de conteúdos diretamente de unidades USB, algo que pode ser um diferencial importante se pensarmos no público-alvo deste modelo. O áudio não é algo a ser elogiado, mas pode servir em alguns casos.

Em nossas pesquisas, encontramos o LG Minibeam Nano com valores próximos dos 1,5 mil reais, o que está dentro da faixa de preço dos concorrentes. Ressaltamos ainda que o preço é aceitável para os benefícios oferecidos. Enfim, em nossa opinião, vale a pena adquirir este projetor, mas você deve ponderar se ele é o modelo adequado para suas necessidades.

Cupons de desconto TecMundo: