Querendo mostrar que a China é mais do que um forte – e imenso – parque industrial e pode ser, sim, um berço de inovações, a Lenovo, uma das gigantes do país no setor de tecnologia, não poupou munição em sua apresentação durante o evento Tech World, que aconteceu na última quarta-feira (27) em Pequim. Com uma linha de aparelhos bem diversificada, a empresa mostrou tablets, laptops e tocadores de mídia, porém, o que chamou atenção foram seus produtos-conceito, como o tênis inteligente que “lê” o humor do usuário.

Lembrando bastante um par de calçados comuns, vestível inusitado foi exibido nos próprios pés de Yang Yuanqing, o CEO da companhia chinesa. Embora ainda não se saiba exatamente – de forma técnica – como é feita essa medição do sentimento da pessoa e nem o quão precisa ela é, o fato é que essa informação é coletada e exibida em pequenos displays rudimentares nas laterais do equipamento inteligente. Aparentemente, essa é mais uma aposta da fabricante no conceito de Internet das Coisas – um tema que agrada bastante ao executivo.

Prova disso é que, durante seu discurso na feira, Yuanqing falou em como a Lenovo quer criar novos meios de conectar as pessoas a seus dispositivos, usando para isso uma rede confiável, natural e onipresente. A ideia é unir as possibilidades da Internet das Coisas com a liberdade proporcionada pela nuvem para oferecer uma experiência única aos consumidores, fazendo com que cada um deles possa escolher a própria maneira de interagir com esses produtos inteligente e sempre conectados.

A tela física não é o limite

Além do smartshoe – que também não esquece de medir passadas e de monitorar os sinais vitais do usuário –, a Lenovo falou de outras novidades em fase de conceito no Tech World. Um dos mais interessantes é um celular com a tecnologia Smart Cast. O nome pomposo quer dizer que o produto possui um conjunto avançado de projetor laser integrado à carcaça, capaz de reproduzir imagens em superfícies planas, e um leitor infravermelho com sensor de movimento, pronto para detectar a interação do consumidor com a interface projetada.

Dando uma sondada no setor de relógio inteligentes, a empresa também falou de um projeto de smartwatch com um esquema de interação chamado Magic View, bem diferente do convencional – pelo menos em partes. Segundo a Lenovo, há uma tela convencional para usos mais rotineiros no aparelho, mas um visor perto da pulseira oferece um segundo display que, através do uso de reflexões óticas, tem uma área de atuação virtual 20 vezes maior do que a do primeiro – ampliando os limites de quem desenvolve apps para esse tipo de plataforma.

Claro que, assim como em outros projetos do tipo ou patentes criadas por diversas empresas de tecnologia pelo mundo, tudo isso pode nunca ver a luz do dia. De qualquer modo, não deixa de ser interessante ver que esse mercado segue adiante a pleno vapor, sem perspectivas de se estabilizar tão cedo. E você, o que achou dessas novidades da Lenovo? Gostaria de ver algum desses produtos ser fabricado efetivamente? Deixe sua opinião mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: