(Fonte da imagem: Amazon)

Uma das grandes vantagens dos livros virtuais, ou e-books, está no fato de eles serem muito mais leves do que a versão tradicional. Ou será que não? De acordo com cientistas da computação, um leitor (e-reader) repleto de downloads é mais pesado fisicamente do que um aparelho vazio (sem livros armazenados).

No entanto, mesmo que o dono do dispositivo seja um leitor dedicado, ele não sentirá grande diferença no peso físico ao carregar o dispositivo. Segundo John Kubiatowicz, da Universidade da Califórnia, a diferença entre um e-reader cheio e vazio é de apenas um quintilhonésimo grama (ou um atograma), que é o peso equivalente ao de uma molécula de DNA.

A diferença do peso físico é tão pequena que nenhuma balança normal seria capaz de detectá-la. Esse cálculo é feito tendo como base a quantidade de energia que cada elétron utiliza para armazenar dados. Esse valor varia de um para outro, ou seja, alguns pesam mais.

Ela é de aproximadamente de 10-15 joules por bit de dados. Um Kindle completamente cheio de downloads possui 1,7 x 10-15 joules. Então, foi aplicada a fórmula de Einstein que relaciona massa e energia (E=mc2) para chegar ao resultado de diferença de massa, de 10-18 gramas.

Ou seja, todo esse valor é menor do que o peso acarretado pela bateria cheia ou pela quantidade de pó acumulada na superfície da tela. Para efeito de comparação, 3.500 livros, que é aproximadamente a capacidade do Kindle cheio, pesam aproximadamente duas toneladas.

Cupons de desconto TecMundo: