Sistema de rede através da luz já está funcionando.

Fonte: AP Photo/Kimm Anderson.

Seis prédios da prefeitura de St. Cloud, no estado norte-americano Minessota, trocam nos próximos dias a tradicional comunicação Wi-Fi entre os computadores e a internet por um novo sistema que transmite os dados através da luz. Ao invés de ondas de rádio, como no modelo sem fio atualmente difundido, o sistema utiliza apenas impulsos luminosos e é imperceptível ao olho humano.

Como funciona?

Conhecido como LVX (menção ao termo latim “lux” que significa luz), o projeto trata de iluminar os cômodos e prover o acesso à internet ao mesmo tempo. No lugar das lâmpadas convencionais, são instalados no teto conjuntos com sensores e diversas lâmpadas de LED, que piscam a uma frequência elevada para transmitir os dados.

Os computadores recebem um aparelho fotossensível capaz de captar impulsos luminosos e convertê-los novamente em informação. O caminho inverso é feito de maneira similar: lâmpadas localizadas no dispositivo ligado ao PC transmitem os dados novamente para a rede local. Uma lâmpada incandescente pisca cerca de 60 vezes por segundo e não se faz perceptível, e o que o LVX faz é modular essa frequência para transmitir informações.

Sensor conectado ao computador.

Fonte: AP Photo/Kimm Anderson.

Para a prefeitura de St. Cloud, a adoção do sistema de U$ 10 mil é um investimento, já que o município pretende economizar com a conta de luz. Além de prover o acesso dos computadores à rede, as lâmpadas de LED garantem uma iluminação muito mais eficiente e consomem cerca de 36% da potência de um conjunto fluorescente.

Atualmente, a velocidade máxima do sistema gira em torno dos 3 Mb/s, mas seus criadores esperam aprimorar o conjunto. Outra vantagem do conjunto é que ele ajuda a desobstruir frequências de rádio, utilizadas por equipamentos Wi-Fi, telefones sem fio, TVs e telefonia celular. O LVX começa a ser comercializado nos próximos dias.

Cupons de desconto TecMundo: