Cientistas criam LED ultraflexível que pode ser implantado sobre a pele

1 min de leitura
Imagem de: Cientistas criam LED ultraflexível que pode ser implantado sobre a pele
Avatar do autor

LEDs sobre a pele

Fonte: io9

Imagine LEDs tão pequenos e flexíveis que podem ser implantados debaixo da sua pele sem provocar irritação e que ainda ajudam a transmitir informações. Esta ousada proposta é a mais nova aposta de um grupo de pesquisadores da Universidade de Illinois.

A ideia, em princípio, pode soar absurda. Afinal, imagine você andando por aí com um ponto de luz aceso no seu corpo? No entanto, a aplicação pode ter muito mais utilidades do que se imagina.

Os LEDs concebidos pelos pesquisadores têm pouco menos de um milímetro de espessura. A aplicação deles pode ser feita tanto sobre a pele, de forma estática, quanto sob a pele, de forma cirúrgica.

LED retorcidos

Fonte: io9

Como são flexíveis, eles podem assumir diversas formas. O material é resistente a torções de até 720 graus e é à prova d’água. Assim o usuário pode ficar tranquilo, já que tem a garantia de que os LEDs não sairão na piscina ou mesmo durante o banho.

Outra ideia do autor é criar uma espécie de tatuagem de LED, em que o usuário implanta sob a peles tantas luzes quanto forem necessárias para formar uma imagem ou desenho. Já em utilizações cirúrgicas, a função pode ser a de indicar o local de um hematoma ou de um tumor para que ele não seja ultrapassado durante uma cirurgia.

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Cientistas criam LED ultraflexível que pode ser implantado sobre a pele