Um LED que parece uma vela. (Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Pensar no futuro, para muita gente, é o que interessa. Ainda assim, existem alguns nostálgicos por aí que não querem nem saber das inovações que o mundo moderno tem trazido. Um exemplo é o inexplicável incômodo dos norte-americanos com luzes brancas, como as de LED. A coisa parece tão chata para eles que a Universidade da Geórgia tem um grupo de pesquisadores que conseguiu deixar o LED com o mesmo brilho de lâmpadas incandescentes.

O trabalho do pessoal daquela universidade ainda não está pronto, mas alguns resultados já apontam que é possível obter nos LEDs o mesmo “brilho aconchegante” amarelado que se via nas lâmpadas do século passado. Entretanto, a eficiência não acompanha a novidade.

Para isso, a equipe precisou combinar óxidos de európio, alumínio e bário, além de grafite em pó. Depois, levaram tudo isso a um forno que aqueceu o material a 1.450 °C. Com isso encapsulado com um LED, o resultado foi o que você pode ver na imagem. Parece que temos uma verdadeira minilâmpada incandescente que produz menos calor.

Para ter esse brilho aconchegante, o LED teve que sacrificar a sua eficiência luminosa e energética, o que impossibilita a comercialização do produto da forma como está. Ainda assim, esperamos que, com o tempo, esse problema seja resolvido pelos pesquisadores.

Cupons de desconto TecMundo: