As notícias são animadoras para os donos de notebooks, netbooks, gamers e afins. Uma das maiores fabricantes de periféricos do mundo, a Logitech, está comercializando desde o mês de agosto dois modelos de mouse com a tecnologia Darkfield. Com a promessa de funcionar em qualquer tipo de superfície, de vidros a carpetes, os novos equipamentos permitem trazer ainda mais mobilidade aos computadores móveis.  Os dois periféricos nitidamente atendem a dois tipos de usuários: os heavyusers, gamers ou de Desktops e os usuários de notebooks, por exemplo. A distinção de público se dá pela quantidade de opções que o modelo Performance Mouse MX oferece em comparação ao modelo Anywhere Mouse MX.

O primeiro chega com quatro botões programáveis, onde é possível configurar ações de acordo com sua necessidade. Além do visual ergonômico, ele oferece rolagem lateral de páginas sensível à pressão. 

Logitech Anywhere Mouse MX

Logitech Performance Mouse MX

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O modelo mais compacto é destinado justamente àqueles que se movimentam muito, pois é menor e com menos recursos, mas possui a mesma potência que o anterior.

Preço

Com tantas ferramentas e com mais tecnologia, o preço dos periféricos ainda é um pouco salgado para a maioria dos consumidores. Mesmo com diferenças significativas de ferramentas, não há um abismo entre os preços. No site da Logitech é possível conferir o custo de ambos que, nos EUA, variam entre US$99,99 o modelo Performance e US$ 79,99 o Anywhere. No Brasil, apenas o Performance foi encontrado e está custando em média R$370.

Como isso funciona?

Existem dois tipos de sensores: ópticos e laser (além da “bolinha” já ultrapassada). Os mouses ópticos com LED projetam luz sobre a superfície abaixo do mouse, desta forma se utilizam de suas irregularidades para determinar a velocidade do tecnologia Darkfieldmovimento e a direção, pois ele interpreta a reflexão da luz e define o movimento a ser feito.

Contudo, em superfícies transparentes ou altamente reflexivas não há imperfeições suficientes para que os reflexos sejam interpretados, por isso a maioria dos mouses ópticos não funciona em locais assim.

Já os mouses com a tecnologia Darkfield, possuem um laser que varre a superfície e que a ilumina muito mais, por isso precisam de uma quantidade mínima de imperfeições para que a leitura dos raios seja interpretada pelo software do mouse. Entretanto, o fabricante alerta que ele só funcionará, no caso do vidro, se a superfície tiver mais de 4 mm de espessura, pouco mais que uma cabeça de alfinete,segundo a Logitech.

Outras tecnologias

Mouses que funcionam em qualquer superfície não são uma grande novidade, pois desde 2008 a Microsoft, por exemplo, oferece um periférico com esta funcionalidade. Acompanhado da tecnologia BlueTrack, o modelo Wireless Mobile Mouse 6000 da empresa de Bill Gates também funciona sobre superfícies como: carpetes, mesas de madeira ou bancos ásperos, contudo o vidro, grande vilão dos mouses ópticos, parece vencer o modelo da Microsoft.

BlueTrack da Microsoft

Revolução móvel

Novos mouses capazes de funcionar nas mais diferentes superfícies permitem que os usuários de notebooks, por exemplo, utilizem seus aparelhos nos mais variados lugares e com muito mais precisão. E pelo o que parece, as empresas estão de olho na movimentação deste mercado que só no primeiro trimestre de 2009 vendeu mais de 710 mil notebooks no Brasil, segundo a ABINEE. Mas o fato é que nem só os donos de notebooks podem se beneficiar, pois poder contar com o mouse em qualquer superfície é um avanço para todos os usuários.

Sobre o vidro

 

Em várias superfícies








E você usuário? O que acha das novidades na área de navegação? Para você, é importante ter um mouse “pau para toda a obra”? Deixe seu comentário e continue ligado nas notícias do mundo da tecnologia aqui no Baixaki.

Cupons de desconto TecMundo: